SIC Televisão

Concorrentes de «O Poder do Amor» criticam produção da SIC

São dois os casais que ainda estão em competição no concurso da SIC mas o ambiente entre eles não é o melhor. Afinal, e de acordo com os pares que já foram expulsos de O Poder do Amor, com a necessidade de a produção esticar o programa deixou-se de compreender as regras do mesmo.

Por esse motivo, as audiências nunca foram as melhores, aspeto sublinhado por Quimbé à TV Guia desta semana: «As pessoas deixam de perceber a dinâmica da coisa e perdem-se. Ai deixa de haver interesse, aborrecem-se. Se nós lá dentro não percebemos as regras, como é que as pessoas que vêem o programa vão perceber?».

Já sobre a apresentadora, Gisela Serrano afirma com convicção que gostaria que quem tivesse conduzido esta aposta da SIC fosse… uma profissional da TVI. «Adorava que tivesse sido a Belinha (Isabel Silva). Ela tem toda a dinâmica e alegria que faltou à Bárbara Guimarães».

Por outro lado, e ainda relativamente aos cachês auferidos por cada casal, os valores não agradaram a “gregos e a troianos”. «O que nós ganhámos por semanas não deu para nada. Falamos de 300 ou 400 euros por semana que não é sequer aquilo que eu ganhava no part time do qual tive de desistir», contou Paulo à publicação da Cofina.

Ricardo e Tânia e Cátia Palhinha e Marco são os casais ainda em jogo neste polémico Poder do Amor.

Artigos Relacionados