Televisão TVI

Fátima Lopes: «Sei que tomei a decisão certa»

Depois de 16 anos da sua vida profissional a vestir a camisola da SIC, Fátima Lopes decidiu em 2010 abandonar a estação que a fez crescer. Abraçou um novo desafio profissional e, na atualidade, não poderia estar mais satisfeita. Afinal, a TVI tem sido a sua segunda casa onde tem tido a oportunidade de crescer com o público que a rodeia. «Quando aliso os projetos que me têm apresentado, a forma como trabalho dentro da casa TVI e quando vejo a oportunidade que me foi dada, desaparece qualquer dúvida que pudesse desenvolver. Fui convidada a apresentar o programa A Tarde É Sua, que era um programa que tinha uma tradição muito forte e que, como se sabe, teve condução da Júlia [Pinheiro] e eu fui muito bem apoiada. Tive a sorte de poder trabalhar com uma equipa fortíssima, onde estão pessoas com quem já tinha trabalhado na SIC e que são grandes profissionais. E este ano estou também a conduzir os especiais de verão. Esta é a primeira vez que saio do estúdio para correr o país e que é algo que nunca tinha feito», confessou à Notícias TV.

São precisamente estas emissões de fim-de-semana que a antiga estrela de Carnaxide destaca como os momentos altos desta mudança, uma vez que na SIC nunca teve a oportunidade de contactar diretamente com aqueles que a acompanham diariamente: «Queria cruzar-me com as pessoas e ouvi-las dizer o que sentem quando veem os meus programas, ouvir as suas opiniões. Este é o tipo de feedback que não conseguimos retirar quando se lê o e-mail e cartas. Estar aqui como estamos as duas a conversar é muito importante para um apresentador de televisão, e eu há anos que não saia do estúdio. A TVI sentiu que eu precisava de ir para a rua ver as pessoas e o público a mim.»

Assim sendo, e tendo em conta que na altura de SIC ao Vivo Fátima Lopes ausentou-se dos ecrãs para dar à luz o seu segundo filho, uma das grandes razões que a motivou a abandonar a estação de Carnaxide foi precisamente esta falta de abertura que sentiu para estar com os portugueses. Passados dois anos, a apresentadora não tem dúvidas de que esta foi a escolha mais acertada para a sua carreira: «É por este grande desafio que a TVI me lançou, este ano, e por outros motivos de que já falei que sei que tomei a decisão certa. Eu sou feliz e uma pessoa tem de estar feliz e realizada. Se não estiver feliz no meu trabalho, sou competente mas não o faço com alma.»

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não vai ser publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.