Foi Notícia Rubricas

Foi Notícia (19 de junho a 1 de julho de 2011)

O Foi Notícia chegou novamente ao 5º Canal e, nesta quinta-feira, analisamos o que marcou a atualidade televisiva entre 19 de junho e 1 de julho de 2011. A não contratação de Manuela Moura Guedes pela SIC, a impossibilidade de Júlia Pinheiro voltar a apresentar Peso Pesado ou o novo programa de Catarina Furtado eram alguns dos temas que, nesta altura, nos colocavam colados aos ecrãs nacionais, ou melhor, à comunicação social (incluíndo blogues e sites sobre televisão).

Fique a par de estes e outros assuntos no espaço onde o passado constrói o presente!

Seja bem-vindo a mais um Foi Notícia!

[divide style=”2″]

Há um anos atrás era notícia a possibilidade de Júlia Pinheiro não conduzir a segunda temporada de Peso Pesado. Depois do sucesso da primeira série, a atual apresentadora de Querida Júlia preferia concentrar-se num só projeto e, neste caso, no talk-show matinal. Assim sendo, Bárbara Guimarães acabou por ser a sua sucessora, estando mais presente na versão portuguesa do The Biggest Loser. Afinal, na altura, para estar à frente do projeto, a mulher de Rui Pego madrugava para conduzir o Querida Júlia e, mais tarde, rumava a Álcacer do Sal para as gravações de Peso Pesado. À Notícias TV, um elemento da produção do programa confessou o seguinte:

Um programa como o Peso Pesado precisa de uma apresentadora mais presente nos desafios dos concorrentes e Júlia tem uma agenda muito apertada.

Com esta realidade, a mulher de Manuel Maria Carrilho foi a eleita para conduzir um formato que desafiou milhares de portugueses a perder peso em busca de um estilo de vida saudável!

Ainda na estação de Carnaxide, depois de tanta especulação, ficámos a saber que, afinal, a contratação de Manuela Moura Guedes acabou por não se concretizar. De acordo com Luís Marques, esta decisão foi tomada tendo por base «um conjunto de decisões económico-financeiras.» Na versão de Manuela Moura Guedes a razão foi outra: «O dr. Balsemão não quer.»

Ao que parece, o facto de José Eduardo Moniz trabalhar na Ongoing terá motivado esta mudança de planos, levando ao veto do contrato que já havia sido redigido. Na altura, as últimas informações davam conta de que Manuela Moura Guedes iria dar a cara por um magazine de informação, por um noticiário semelhante ao que apresentava na TVI e, por outro lado, também estaria escalada para conduzir a noite das eleições legislativas.

A verdade é que nada disto se concretizou e, na atualidade, a jornalista até foi dispensada do Correio da Manhã, jornal onde mantinha uma crónica. E agora?

[divide style=”2″]

Na RTP, falava-se no regresso de Catarina Furtado aos ecrãs da estação pública. Conheciam-se os primeiros pormenores d’A Voz de Portugal, um talent-show que, no estrangeiro, contagiava milhões de telespetadores. Em Portugal, não foram assim tantos e, depois de alguns meses, percebeu-se que o público não ficou colado aos ecrãs do primeiro canal para acompanhar o concurso.

O júri composto poelos Anjos, Rui Reininho, Paulo Gonzo e Mia Rose ganhou empatia com os concorrentes o que, mesmo assim, não foi suficiente para fazer subir as audiências do horário nobre dos sábados da RTP.

O formato terminou com a vitória de Dénis Filipe, da equipa do vocalista dos GNR.

Ainda de salientar no canal do Estado as escolhas das apresentadoras do 5 Para a Meia-Noite. Afinal, e tal como já tínhamos informado nesta rubrica, a saída de Fernando Alvim e Filomena Cautela do talk-show da RTP2 motivaram a contratação de Carla Vasconcelos e Luísa Barbosa. Foi no período de análise deste Foi Notícia que estes nomes foram conhecidos, gerando alguma controvérsia por parte dos seguidores do programa.

[divide style=”2″]

Marcamos encontro para a semana!
Até lá!

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados