Televisão

Santiago Lagoá: “Gostava muito de fazer um game show”

Começou a sua experiência em televisão no Porto Canal. Durante cerca de 6 anos esteve em antena nesta estação, passando pelos mais diversos episódios. Hoje em dia é um dos rostos mais populares do canal de Queluz de Baixo.


No Porto Canal passou por várias aventuras, tendo uma delas estado relacionada com a matriz do programa que conduzia. “A matriz é algo que controla toda a emissão. Um dia chego lá , subo à régie e o meu amigo Nuno Malheiro, que estava assiduamente comigo, diz-me assim: Meu, temos um problema. Não temos nada. Não temos fundo, não temos vídeo, música, mensagem, nada para fazer o programa. Começo o programa e a primeira coisa que digo é: Olá amigos, hoje temos um grande programa, não, não temos é mentira. Basicamente aquilo que temos para vocês hoje é nada. Estavam à espera de músicas? Não temos. Estavam à espera de vídeos engraçados? Não temos. Não tenho nada, vou estar aqui 50 minutos a falar convosco. Então comecei a dar receitas. Foi dos programas mais difíceis que fiz e a determinada altura disseram-me que já tinham algumas mensagens e que me as levariam em papel.

É com estes episódios que um apresentador vai ganhando experiência em direto, passando a ter uma reação mais rápida e consistente nos imprevistos. Com uma licenciatura em teatro, Santiago Lagoá confessou ao Fama ao Minuto que idealizou, um dia, apresentar o Somos Portugal.

Apesar do “desnorte” que menciona no momento em que a TVI começou a perder, hoje em dia sente a união de outrora que os seus colegas recordavam.

Na TVI estamos a viver uma fase muito especial, em que estamos realmente e preparar o futuro. Passamos por um momento muito delicado, como é público. Quanto perdes, à exceção do Somos Portugal no domingo, que era o único programa de liderava, passámos por uma altura ‘desnorte‘, em que ninguém percebia muito bem qual era o caminho. Quando estás 20 anos a ganhar, já não sabes o que é perder. Com a chegada da Cristina, o âmbito dentro do canal muda para algo muito positivo. Ouço os meus colegas a dizer que aquela era a essência da TVI, da união do grupo”, disse.

Sobre o seu programa de sonho, Santiago Lagoá confessou identificar-se com os game shows, como O Preço Certo: “Gostava muito de fazer um game show. Eu gosto de dar coisas às pessoas e cresci numa altura em que eram muito fortes. Lembro-me de ver a Roda da Sorte com Herman. Olhas para o Fernando Mendes no Preço Certo e ele é feliz.


Leia também:

Audiências 8/11/2020: SIC garante liderança ao domingo

Outras Notícias