Vi este filme por altura dos Óscares, mas ontem à noite achei que era a altura ideal para rever. Nunca é demais rever um filme destes, mas para isso tem de se gostar minimamente de desporto, porque se quiser vai estar a ver basebol mais de duas horas seguidas.

Moneyball conta nos principais papéis com Brad Pitt, Jonah Hill e Philip Seymour Hoffman, e a direcção coube a Bennett Miller. A história é baseada na realidade, mais concretamente na vida de Billy Beane, director desportivo dos Oakland Athletics. Billy é interpretado por Brad Pitt.

Billy foi o melhor jogador de basebol no seu liceu, tendo sido de imediato recrutado pelos Mets quando chegou a altura de ir para a universidade, e optou pelo seu sonho de se tornar jogador profissional. Os olheiros dos Mets disseram aos seus pais que Billy tinha tudo para ser uma estrela, e o jovem nem hesitou. Contra tudo o que se esperava Billy não teve sucesso, não havia nenhuma razão em especial, apenas não tinha confiança para se tornar a estrela que todos esperavam.

O jogador torna-se director desportivo dos Oakland Athletics, e tenta arranjar estratégias que o ajudem a pôr a sua equipa, que apenas tem um orçamento de 38 milhões em pé de igualdade com equipas com mais de 100 milhões. Numa tentativa de negociar alguns jogadores com os Cleveland Indians conhece Peter Brand, um jovem recém formado em Economia em Yale, que avalia todos os jogadores com base em números. Billy contrata Peter para seu assistente.

Esta abordagem de Peter é mal vista pelos antigos olheiros dos Athletics, e mesmo pelo treinador, que apesar de ter jogadores novos à sua disposição se recusa a pô-los em campo, não alterando em nada a filosofia da equipa. Os resultados são negativos até que Billy obriga o treinador a pôr os novos jogadores em campo. A equipa faz história ao conseguir 20 vitórias consecutivas, um recorde na Liga Americana.

Apesar do sucesso alcançado, a equipa perde no primeiro jogo das eliminatórias do final do campeonato. O director desportivo fica desapontado porque mais uma vez perde o campeonato, mas percebe que esta nova maneira de recrutar jogadores funciona. É convidado pelos Red Sox para assumir o cargo de director desportivo, mas recusa porque quer levar os Athletics ao título. Finalmente são campeões em 2004!

Na minha opinião este filme está excelente e merecia um pouco mais nos Óscares. De salientar o desempenho de Brad Pitt que está cada vez melhor. Para mim o aspecto mais positivo neste filme é a edição de imagem, imagens reais dos jogos, relatos, capas de jornais… tudo foi usado para que o filme se assemelhasse por completo à realidade.

Apesar de ser um filme sobre desporto roda muito à volta das histórias pessoais entre todo o staff da equipa. aconselho todos os leitores do Quinto Canal a assistirem a este filme.

 

 

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados