Em Foco Rubricas

Em Foco – O regresso de «Big Brother» à televisão portuguesa

Em Foco

Passou mais de uma década e, desde então, podemos afirmar com toda a certeza que a televisão portuguesa mudou graças a um reality show. Depois de anos e anos inundados com ficção brasileira, os telespetadores tiveram a oportunidade de acompanhar um concurso que colocava à prova a resistência física e emocional dos mais diversos concorrentes. Será que cada um de nós conseguiria estar, durante cerca de 3 meses, fechado numa casa recheada de câmaras sem acesso ao exterior? Até que ponto teríamos capacidade para ultrapassar tal desafio? Foi esta a curiosidade que nos levou a acompanhar a primeira edição do Big Brother. Zé Maria, Susana, Célia, Marco, Marta, Telmo ou Sónia são ainda hoje caras que reconhecemos graças ao protagonismo que tiveram há mais de uma década atrás. Na altura, a TVI reinventou-se e conseguiu lucrar com uma aposta mais do que certeira, deixada de lado pela SIC.

Teresa Guilherme

O Big Brother foi apenas um pontapé de saída para que a estação começasse a vingar no mundo da ficção nacional. Todo o Tempo do Mundo, Olhos de Água, Anjo Selvagem ou Filha do Mar foram algumas das produções que prenderam a atenção de milhares de telespetadores após a estreia do reality show em causa. Por muito investimento que o programa implicasse, sem dúvida algum que proporcionou a que os lucros da TVI e as suas audiências disparassem.

Hoje, e passados 13 anos, sabemos que o Big Brother está de regresso. Depois de várias edições da Casa dos Segredos, o mítico concurso conduzido por Teresa Guilherme vai voltar à grelha da estação de Queluz de Baixo muito brevemente. Ao contrário daquilo que se pensava, a nova edição da versão portuguesa de Secret Story vai ficar, para já, na gaveta.

Big_Brother

De acordo com a TV Guia desta semana, o próximo Grande Irmão vai contar exclusivamente com a participação de famosos. Os contactos já estão a ser feitos, tal como revelou uma fonte do programa à publicação da Cofina: «É verdade (…) Vamos começar agora a convidar as figuras públicas. Não sabemos ao certo quantos serão. Podem ser 18, podem ser 20… Vamos mexer umas coisinhas… Vai surpreender e vai ser um sucesso.»

Com Teresa Guilherme no comando deste reality show, tudo parece indicar-nos mais um sucesso da TVI. Em altura de crise, é isso que se pede: apostas certeiras! O desgaste de Casa dos Segredos e de A Tua Cara Não Me É Estranha torna-se visível e, por esse motivo, é preciso “inovar”.

Mesmo assim, e tendo em conta que os programas com figuras públicas nunca resultam tão bem, não ganharia mais a estação de Queluz de Baixo com um elenco repleto de anónimos?

Saberemos a resposta já a partir do dia 21 de abril, data em que se inicia o novo reality show segundo a imprensa.

Artigos Relacionados