Geral

Marina Mota vai continuar longe de Portugal

A artista mostrou, em declarações à TV 7dias, a sua felicidade por estar a dar cartas no outro lado do oceano. Foi mal-amada pelos portugueses que, de um momento para o outro, se esqueceram do seu trabalho e grande talento.

Esteve sempre diretamente ligada ao humor em Portugal, tendo participado em enumeras séries televisivas e é detentora de um currículo invejável quando se fala no teatro de revista. Depois do esquecimento em que caiu,  por terras lusas, a atriz e cantora ganhou um novo lançamento no mundo artístico depois do convite de Miguel Falabella para integrar o elenco de uma novela brasileira. A interpretar Amália em Aquele Beijo, a atriz mostra-se feliz com o desempenho da novela que, sem surpresas, alcançou um sucesso estrondoso naquele país.

«Está a ser um privilégio trabalhar nesta grandeza, numa estação que é considerada a quinta maior do mundo. Tenho tido o privilégio de estar com atores que sempre admirei», desabafou a artista.

Quanto ao afastamento de Portugal diz não guardar frustrações e não entende a saída do humor da televisão portuguesa. «Não sei o porquê do meu afastamento. Já não há humor na televisão. Não faz sentido. O meu ciclo terminou e isso não me traz frustrações ou desgostos. Estou a trabalhar numa das melhores cadeias de televisão. É um crescimento e não um recomeço».

Marina Mota junta-se assim a muitos outros atores portugueses que, confrontados com as dificuldades em arranjar trabalho no meio artístico decidiram aceitar o convite para rumar ao outro lado do Atlântico. O que é certo é que o sucesso alcançado pelos portugueses no Brasil é bombástico, conseguindo o respeito do público brasileiro.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados