Televisão TVI

Mordomo gay em «Destinos Cruzados» é um desafio para Carlos Areia

Carlos Areia

A partir do próximo domingo os portugueses vão conhecer Valdomiro Lacerda de Santana, ou melhor Vává, um mordomo homossexual, interpretado por Carlos Areia na nova novela da TVI, Destinos Cruzados. À TV Guia o ator considerou que este personagem é «um grande presente» dado pelo autor e fez questão de referir que «podia ter regressado com uma personagem normal, mas não, é difícil, de risco, mas mesmo muito interessante. Estou satisfeito», conclui.

Assumindo a dificuldade em compor o personagem, Carlos Areia vêm no seu Vává o regresso perfeito à televisão, de onde esteve afastado nos últimos anos. «Para mim não é fácil fazer um gay, sobretudo sem cair no ridículo. Mas a idade que tenho leva-me a já ter conhecido muitas pessoas. Por isso, inspirei-me em vários homens que conheço», refere.

Destinos Cruzados tem estreia marcada para o próximo domingo, antes da gala final de Casa dos Segredos – Desafio Final.

Conheça melhor a descrição do personagem, tal como pode ser vista no site da novela da TVI:

Vavá, homossexual assumido, cheio de jeitos e trejeitos, excêntrico e que gosta de dar nas vistas, por vezes com o intuito de provocar os outros. É bem-humorado, espirituoso, divertido e de lágrima fácil, trabalhando como mordomo e chef de cozinha em casa de Raimundo e Teté, de quem já era amigo antes de estes enriquecerem. Tenta ser leal e fiel aos dois a cem por cento, embora, por vezes, tal seja inconciliável. Muitas vezes vítima de preconceito por causa do seu jeito efeminado, não tem papas na língua e não admite que o espezinhem. Tem um fraquinho por Ricardo, o filho dos patrões, mas jamais se atreve a dar qualquer passo no sentido duma conquista, em nome da lealdade a quem sempre o aceitou como é. Acabará por se apaixonar por Humberto, o maior machista do bairro em Oeiras, mas parece não ter sorte nenhuma. Sempre que as coisas lhe correm mal, bem podem chover lenços de papel para as suas lamúrias, pois, como tantas vezes diz, «Homem sofre!».

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não vai ser publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.