Cabo Televisão

«Sea of Shadows» de Leonardo DiCaprio estreia no National Geographic

O canal National Geographic vai emitir na próxima semana o documentário Sea of Shadows, que acompanha o trabalho de uma equipa de profissionais que se esforça para proteger o cetáceo mais ameaçado do mundo, a Vaquita Porpoise.

Sea of Shadows é a mais recente aposta da programação do National Geographic para o mês de dezembro. Com estreia marcada para o dia 12, às 23 horas, o novo documentário da National Geographic Documentary Films do realizador Richard Ladkani Terra Mater Factual Studios, em parceria com Malaika Pictures e Appian Way, de Leonardo DiCaprio, acompanha o trabalho de uma equipa de profissionais que se esforça para proteger o cetáceo mais ameaçado do mundo, a Vaquita Porpoise. Os estudos mais recentes apontam para que existam apenas 15 no seu habitat natural.

Um desastre iminente num dos ambientes mais espetaculares do planeta – o Golfo da Califórnia, no México – desencadeia uma missão de resgate diferente de qualquer outra. Sea of Shadows é um novo e fascinante documentário da National Geographic Documentary Films, vencedor do prémio do público no Festival de Sundance 2019. O documentário é um alerta para condição da vaquita porpoise, a mais pequena baleia do mundo, quase em extinção. O seu desaparecimento está relacionado com a perda de habitat, destruído pelos cartéis mexicanos e pela máfia chinesa, ao pescarem ilegalmente o peixe Totoaba, por causa da sua bexiga natatória, conhecida como a “cocaína do mar”. Ativistas ambientais, marinha mexicana e investigadores lutam contra este negócio ilegal, que movimenta vários milhões de dólares.


Leia também: PASSATEMPO | Prémios Quinto Canal 2019 – Participe e ganhe 1 pack Odisseias

Este documentário já causou impacto, não só na comunidade científica, mas também na comunidade política e junto de várias organizações sem fins lucrativos, gerando um movimento não só de apoio à proteção da vaquita porpoise, mas chamando a atenção para a extinção de várias espécies em todo o mundo. Ao longo deste ano, o documentário já foi exibido, por exemplo, no Senado Mexicano, no Departamento de Estado dos EUA e na sede das Nações Unidas em Nova York.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados