RTP Televisão

José Manuel Portugal: «Não sei porque é que o diretor de Informação tem de ser o pivô do “Jornal das 8″»

A sua cara é estranha para alguns mas já trabalha para o primeiro canal há cerca de 25 anos. Sem intenções de se tornar num dos ativos da Informação da estação pública, José Manuel Portugal prefere ficar atrás das câmaras.

Ao contrário de José Alberto Carvalho, um dos “homens forte” da RTP1 não entende qual a razão para também ele conduzir um noticiário. «Não sei porque é que o diretor tem de ser o pivô do Jornal das 8. Não tem de se o ser. E enquanto aqui estiver, posso garantir que não apresentarei o Telejornal», disse à TV Guia.

Sobre os resultados do Telejornal, José Manuel Portugal avança que não poderia estar mais satisfeito. Depois da mudança da empresa que media as audiências em Portugal para a Gfk, a Informação da RTP foi das mais penalizadas. Agora, e passados dois anos, os valores são outros: «Estamos hoje, em relação há um ano, bem melhor. E, nalguns casos, estamos substancialmente melhor, com percentagens muito superiores. O Telejornal, por exemplo, regista as melhores audiências médias desde que entrou em vigor o novo processo de medição, da Gfk, ou seja, desde março de 2012. O Telejornal está com 20% de share, ou seja, entrámos novamente no jogo.»

O certo é que o noticiário do primeiro canal já está a concorrer com os blocos de informação das privadas, tal como avançou ontem o 5º Canal.

Relativamente às alterações da grelha da RTP Informação, José Manuel Portugal não tem dúvidas de que os novos conteúdos e os novos rostos no canal vão surtir efeito. «Há um novo ritmo e conteúdos que nos colocam mais perto dos portugueses. Temos saúde, justiça, desporto, debates… E queremos transportar para o cabo a credibilidade do canal principal», confessou à publicação da Cofina.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados