Cabo Novelas Televisão

Globo estreia a novela inédita «Desejo Proibido»

Um amor tão intenso quanto proibido vai agitar a pequena cidade fictícia de Passaperto em plena década de 30.


A história de Desejo Proibido gira em torno de Laura, que sobreviveu em criança graças a um milagre, e de Miguel, um padre e prometeu dedicar a sua vida à Igreja. O destino de ambos muda radicalmente quando se cruzam acidentalmente numa viagem de comboio. Mas poderá um amor sobreviver a tantos obstáculos? A novela, inédita na Globo em Portugal, tem estreia marcada para o dia 05 de abril, às 18 horas.

Conheça de seguida a sinopse da trama:

Viriato é o prefeito de Passaperto e viverá em conflito com Cândida. A poderosa matriarca vem de uma família de produtores de café e coloca os seus interesses pessoais sempre à frente de tudo e de todos. Com o declínio do café, viu-se obrigada a vender parte das suas terras à família de Chico Fernandes. Para não dividir os bens, Cândida decide dar a mão da sua única filha, Isabel, em casamento a Chico. Da união de Isabel e Chico Fernandes nasce Henrique, em quem, desde o primeiro dia de vida, a avó Cândida deposita todas as expectativas. Isabel morre alguns meses depois do parto e Chico Fernandes, mal terminado o luto, casa-se com a bela Ana, filha de uma índia. Cândida reprova o romance e decide criar o neto sozinha.

Frustrada na sua tentativa de ser mãe, Ana vai um dia até à gruta rezar para a imagem de uma santa esculpida em pedra. De repente, tem uma grande surpresa: encontra uma bebé sozinha numa pequena canoa. Este é o começo da história da pequena Laura. Na cidade, todos atribuem o facto a um milagre da Santa da Gruta. Justamente para estudar o misterioso caso, padre Inácio convida o seu afilhado, padre Miguel, para ir à cidade de Passaperto. O que Miguel não imagina é que esta missão mudará o rumo da sua vida, e do seu coração.

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não vai ser publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.