Rubricas Só Séries

Só Séries: A luta pela sobrevivência onde só «3%» são eleitos

Sendo um sucesso na Netfix, esta semana destacamos no Só Séries o primeiro projeto brasileiro do serviço de streaming online: 3%.

Já se imaginou a viver num país onde a maioria da população sobrevivente mora num lugar miserável, decadente onde tudo falta, mas que quando atingisse os 20 anos tivesse a oportunidade de participar no Processo, uma seleção que lhe dava passagem para o Mar Alto, onde tudo é abundante e existe a possibilidade de ter uma vida decente?

No entanto, apenas 3% dos participantes são aprovados no Processo, e é aqui que tudo começa, e tudo acaba!

[youtube id=”LR5vVv2RDLw” width=”620″ height=”360″]

É esta a premissa de 3%, a primeira série brasileira lançada na Netflix, em novembro de 2016, e que cada vez mais tem conquistado fãs em tudo o mundo. Com uma história simples mas bastante intriguista, não faltam ao longo dos episódios muitas emoções, traições, ação e muito suspense, onde o amor apesar de tudo também marca presença, tudo por causa da luta pela sobrevivência por um mundo melhor prova após prova, competição após competição.

           Leia também: Só Séries: «Ministério do Tempo» e os seus altos e baixos

3% é uma série que mostra um lado futurista e que tem os ingrediente principais para conseguir cativar os fãs desde o início. Com um à vontade entre o elenco que torna a série bastante fluída, embora logo desde o início seja praticamente previsível quem conseguirá pertencer ao grupo dos 3% eleitos, a verdade é que episódio após episódio as surpresas não deixam de surgir. Isso prova que nem tudo o que parece é, especialmente no último capítulo, onde sem dúvida a história consegue ter um rumo totalmente inesperado para algumas das personagens.

Se acha que estes não são motivos suficientes, fica aqui uma pequena curiosidade de que 3% já se tornou um sucesso a nível mundial sendo já a série de língua não-inglesa mais vista nos Estados Unidos da América, com 50% da sua audiência a pertencer fora da América, com países como a Austrália, França e Itália a estarem no topo da lista.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados