Q Séries Rubricas Séries

Q Séries: Como a «Sintonia» do funk conquistou a Netflix

Mostrando que não tem medo de arriscar, a Netflix lançou no verão mais uma série brasileira, desta vez dedicada ao universo da música funk, com outros temas pelo meio. Esta semana damos assim a conhecer Sintonia.

Estreada em agosto deste ano, Sintonia conta a história de três jovens da periferia de São Paulo: Doni (MC Jottapê), Nando (Christian Malheiros) e Rita (Bruna Mascarenhas), que seguem caminhos muito diferentes na vida dentro do universo da música, do crime e da religião. O grupo de amigos nunca deixa que nada abale a grande amizade entre eles, ao terem cresceram juntos na mesma comunidade, onde foram influenciados pelo fascínio do Funk. É, aliás, este género musical o principal tema desta série brasileira, e que quebrou barreiras e estigmas além fronteiras sobre o funk, e sobre a realidade vivida nas favelas, numa produção bem conseguida.

Para a realização deste projeto, a Netflix apostou forte e contou com a ajuda preciosa de KondZilla, nome artístico do produtor Konrad Dantas, que se dedicou exclusivamente ao funk. Com esse projeto vem apostando cada vez mais na divulgação de artistas brasileiros do género, e com um sucesso estrondoso, soma mais de 50 milhões de seguidores na sua conta do Youtube, e não só.

Com seis episódios lançados, Sintonia conquistou assim o público brasileiro e não só. Em Portugal, a série já se tornou numa das mais vistas da Netflix das últimas semanas, e as músicas que fazem parte da banda sonora da série conquistaram os lugares cimeiros das tabelas musicais e tendências do Youtube. Até ao momento ainda não está confirmado que a série tenha uma segunda temporada.

 

Artigos Relacionados