Em Foco

As mudanças na RTP apanharam-nos de surpresa. Afinal, e depois de dez anos com uma Praça da Alegria a preencher as manhãs do primeiro canal com uma dupla bastante popular e, acima de tudo, credível, algo de estranho aconteceu. Com a mudança dos estúdios do talk show para Lisboa desde logo surgiu a questão: o que iria acontecer a Jorge Gabriel e a Sónia Araújo? No meu entender, a decisão parece ter sido tomada com alguma facilidade, e anunciada sem respeito pelos trabalhadores da RTP Porto. Depois de tanta dedicação, esforço e trabalho, os que deram até hoje a cara pelo Centro de Produção no Porto da estação do Estado foram alvo de uma total desconsideração.

Quem diria que de essenciais Jorge Gabriel e Sónia Araújo, aqueles que dão a cara pelo programa, passariam a descartáveis? Independentemente de quem acompanha a Praça da Alegria ou não, a verdade é que este talk show já fazia parte da história do Norte. Por este motivo, os trabalhadores da RTP Porto apresentaram uma moção na qual se pode ler o seguinte: «Um projecto estruturante da programação de serviço público, como Praça da Alegria, não pode ser substituído por um qualquer ‘grande projecto’, que, tal como tem sido anunciado na comunicação social, é suficientemente vago para poder ser facilmente descartado».

Neste seguimento, a administração do primeiro canal decidiu propor um novo formato para as tardes de sábado, conduzido pela atual dupla das manhãs. Para muitos esta mudança apenas vem contribuir para que o Norte de Portugal fique esquecido. Uma vez que a Praça é o único talk show que não é produzido na capital, funcionou sempre como uma «verdadeira voz às forças vivas do Norte e das regiões do país».

Jorge Gabriel Sónia Araújo

Passados dez anos, assiste-se agora a grandes alterações na grelha do primeiro canal. Depois do fim de Top +, Cinco Sentidos, Câmara Clara ou do noticiário Hoje, é a vez  dos programas de day time serem atingidos pelas mudanças. João Baião e Tânia Ribas de Oliveira vão passar a ser os anfitriões de uma Praça da Alegria renovada a partir do dia 14 de janeiro, e José Carlos Malato passará a dar as boas tardes aos telespetadores no Portugal no Coração. Quanto a Jorge Gabriel e Sónia Araújo foram escolhidos para fazer companhia aos portugueses semanalmente, depois de uma década a  estarem presentes nas nossas manhãs.

O talk show das 10h00 da RTP nunca me prendeu muito a atenção, talvez por ser demasiado sério, mas a verdade é que nos últimos tempos essa minha opinião se tinha vindo a transformar. Com rubricas mais apelativas, e sem os conteúdos que nos havíamos habituado a assistir com o tempo, esta Praça tornou-se moderna, com um estúdio apelativo e temas atuais. Para quem não gosta do Jornal Rosa do Querida Júlia ou do sentido popular do Você na TV!, o programa da RTP era uma clara alternativa a ambos.

Com João Baião e Tânia Ribas de Oliveira essa característica não se vai perder, muito pelo contrário, mas sem dúvida alguma que o Norte vai ficar mais pobre, pior representado, sem a voz que durante vários anos lhe deu a oportunidade de ser conhecido e reconhecido.

[divide style=”2″]

Quanto a Sónia Araújo e Jorge Gabriel, custa-me a acreditar que o primeiro canal os desperdice num programa ao estilo de Somos Portugal. Eles merecem muito, mas muito mais. Caso não existam novas propostas, então quem sabe se não está na altura de os dois se despedirem do primeiro canal e aceitarem novos desafios. Para o apresentador, esta possibilidade talvez seja mais fácil.

Estará a SIC atenta?

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados