Coberturas Geral

«Comic Con Portugal 2016»: Painel de Cobie Smulders

Cobie Smulders

Cobie Smulders era uma das grandes atrações do segundo dia da Comic Con Portugal 2016 e não desiludiu as centenas de fãs que estiveram presentes no painel a ela dedicado.

A boa energia da atriz foi logo sentida na conferência de imprensa, na qual a atriz contou algumas histórias mais pessoais e onde falou aos jornalistas dos vários projetos onde participou. O grande destaque foi mesmo para a série How I Met Your Mother, sendo que alguns fãs conseguiram convencer a atriz a interpretar a famosa música Let’s Go To The Mall, cantado em uníssono em pleno auditório.

           Leia também: «Comic Con Portugal 2016»: Painel de Lennie James

A atriz falou com imenso carinho sobre esse projeto, no qual começou a trabalhar quando tinha cerca de vinte e dois anos. Como foi a maior produção onde esteve envolvida até agora (gravou durante cerca de nove anos), Cobie confessou que cresceu muito enquanto atriz e pessoa nesses anos. Realçou o excelente ambiente no set e confessou que as cenas entre ela e o Jason começaram a ser reduzidas porque ela não conseguia manter uma postura séria com ele no mesmo espaço. Do set, a atriz levou também uma recordação, um pequeno semáforo que estava no bar e cuja cor mudava consoante a hora do dia em que a história tinha lugar. A atriz contou também que não mudava nada do final da série mas que concorda que o mesmo pareceu apressado, algo que foi feito para evitar spoilers.

          Leia também: «Comic Con Portugal 2016»: Painel de Ivana Baquero

Sobre o mundo da Marvel e dos comics, Cobie confessou que por não poder ver TV em pequena impediu que ela tivesse acesso a esses universos mais cedo. Só quando conheceu o marido é que se aproximou desses universos, fazendo o estudo da historia da Maria Hill quando apenas foi selecionada para o papel. Em comparação com Robin, o papel de Maria foi mais cansativo fisicamente porque recorria algumas cenas de ação. Cobie falou também do facto de ter participado em Agents of S.H.I.E.L.D. e de como adorou a possibilidade de o filme e a série estarem interligados. E tal como esperado, não pode adiantar nada sobre o futuro dos filmes da Marvel.

          Leia também: «Comic Con Portugal 2016»: Painel de Sean Teale

A atriz falou também do projeto Jack Reacher, no qual trabalhou ao lado de Tom Cruise, uma experiência sensacional na sua perspectiva. Cobie acabou por partilhar uma história sobre a press tour do filme, na qual a atriz foi abordada por uma pessoa presente no último local da tour e que ao verificar que a mesma estava nervosa, pegou no telemóvel da senhora e tirou uma selfie com ela. Logo de seguida, a pessoa em questão perguntou quem é que ela era.

          Leia também: «Comic Con Portugal 2016»: Painel de Rila Fukoshima

Em relação a projetos futuros, Cobie participa na série da Netflix, Friends From College, uma produção que a mesma caracteriza como dark but funny. A atriz confessou também que se pudesse ter poderes e interpretar um super herói, gostaria de ser a versão feminina de Aquaman, uma vez que tem uma enorme paixão pela biologia marinha, participando inclusive numa organização focada na preservação da mesma.

A atriz não poupou os elogios aos fãs portugueses que a receberam de forma tão entusiasta. Destacou que a arquitectura da  cidade do Porto é antiga e bonita, muito diferente de Nova Iorque que, apesar de ser uma cidade histórica, carece desse carisma que a cativação em relação à cidade do Porto, elogiando igualmente o Vinho do Porto e espera ter mais tempo para explorar a cidade.

 

VEJA AS FOTOS EXCLUSIVAS DA COMIC CON PORTUGAL NO NOSSO FACEBOOK

Outras Notícias