Depois de passada a última sexta-feira treze deste ano, estamos em condições de apresentar a décima terceira edição da Audiência Média. Assim, iremos destacar a estreia da nova temporada de Gosto Disto! com nova imagem, novos vídeos e novos sketches, Andreia Rodrigues e César Mourão estão prontos para continuar a animar as suas noites de sábado. Bom Dia Portugal, o primeiro noticiário matinal produzido em Portugal é hoje destacado, mas não pelas melhores razões. Os resultados audiométricos não surpreendem, mas estão muito perto de alcançar a concorrência como vamos ver. Não Há Bela Sem João é o novo programa da TVI que vai fazer rir os portugueses ao sábado à tarde. Os formatos de humor têm sido uma aposta forte das generalistas que, em tempos de crise, lutam por manter o povo bem disposto e parece que estão a conseguir. As audiências do formato de Marisa Cruz e João Paulo Rodrigues, dão também eles motivos para sorrir. Há ainda tempo para uma avaliação dos resultados das duas produções portuguesas mais faladas nesta semana – Dancin’ Days e Louco Amor.

Acompanhe-nos nesta viagem pelo mundo das audiências na televisão portuguesa através da Audiência Média! Seja bem-vindo!

[divide style=”2″]

A Vedeta 

Regressou à grelha da SIC com uma imagem renovada, adaptada ao verão, com novos sketches de humor e novos vídeos. O objetivo principal mantém-se, bem como os apresentadores César Mourão e Andreia Rodrigues. Apesar de agora só estar presente aos sábados à noite, continua a trazer até aos telespetadores a boa disposição já habitual e contagiante. O verão fica assim mais leve e o formato promete acompanhar as férias dos portugueses.

A estreia desta nova temporada aconteceu no passado dia 7 de julho e os resultados audiométricos não desiludiram fazendo assim com o formato continue em grande. Conseguiu assim chegar aos 11,9% de rating e 30,3% de share, tendo sido o segundo programa mais visto do dia. O ponto alto da estreia acabou por ser às 22h16 quando chegou aos 14,2% de audiência média e 35,6% de share. Serão estes resultados para manter? Parece-me que sim. Eu… Gosto disto!

Quem Viu?

Foi o primeiro noticiário da manhã a ser produzido em Portugal. A nova versão teve inicio em 2002 com a apresentação de Alberta Marques Fernandes e agora, em 2012, tem como condutores Carla Trafaria e João Tomé de Carvalho. Por ter sido o primeiro, fez com que conseguisse boas audiências, no entanto, pouco a pouco, foi aparecendo concorrência no horário, primeiro pela TVI e só depois pela SIC. Atualmente as audiências do bloco informativo estão longe de agradar e superar as expectativas.

Na passada segunda-feira, dia 9 de julho, não foi além do 1% de rating e 17% de share, sendo que o Diário da Manhã, da TVI, alcançou os 1,1% de audiência média e 18,3% de share já a Edição da Manhã, da SIC, ficou abaixo dos 0,9% de rating. Apesar de a margem ser curta, o que falta para poder surpreender?

Programa de TOPO

Este é um novo formato lançado há 3 semanas pela TVI que marcou a estreia na apresentação de um dos nomes mais falados da atualidade – João Paulo Rodrigues. Ele foi o vencedor da primeira edição de A Tua Cara Não Me É Estranha, mostrando uma enorme capacidade vocal. Juntou-se a Marisa Cruz e juntos formam a dupla que conduz o programa que anima as tardes de sábado dos portugueses. Ao elenco juntam-se Cátia Palhinha, ex-concorrente da Casa dos Segredos 2 e Pedro Alves, companheiro no humor do apresentador.

Tem tudo para dar certo e os resultados audiométricos falam por si. Na estreia não conseguiu bater a concorrência, já na segunda emissão, no passado dia 7 de julho, os resultados melhoraram. Alcançaram nesse dia 7,9% de audiência média e 27,9% de share, conseguindo ultrapassar a concorrência. Todos os sábados, depois da repetição de A Tua Cara Não Me É Estranha, pode assistir a um grande momento de boa disposição em Não Há Bela sem João. Mas irá o formato sobreviver na liderança durante mais tempo? Vamos ver se os portugueses se cansam.

[divide]

Ficção de Ouro

A luta pela qualidade na ficção portuguesa continua. A TVI vem, há anos, a mostrar grandes produções com marca lusa capazes de prender aos ecrãs, todos os dias, milhões de telespetadores. A SIC começou tarde esta aposta dando prioridade, durante alguns anos às novelas brasileiras, apesar disso, logo começou a apostar nos atores portugueses e o reconhecimento internacional depressa chegou. Refiro-me aos Emmys que tanta esperança e força trouxeram ao mercado português. Em 2010 ganhava Meu Amor, da TVI, e no ano passado o prémio bateu à porta de Carnaxide com Laços de Sangue a mostrar internacionalmente o seu poder. Irá o mesmo acontecer este ano? Qualidade por cá não falta. 

Nos últimos dias as audiências tem dado que falar, não pelo fenómeno GfK, mas pela luta constante em busca do primeiro lugar na tabela audiométrica. Dancin’ Days não pára de surpreender e Louco Amor vê-se já em apuros para se manter na primeira posição. Na passada quarta-feira foi dado um dos primeiros avisos. A nova novela da SIC ultrapassou a trama do quarto canal, alcançando 14,4% de audiência média e 29,9% se share. Já ontem, sexta-feira, registou-se um empate técnico com ambos os enredos a alcançar 14% de rating e 30% de share. O investimento das estações na ficção nacional parece assim estar a dar resultado e os portugueses rendem-se ao talento dos nossos atores, bem como, à qualidade das histórias. Há quem diga, apesar de tudo, que a TVI está desgastar um pouco a sua ficção. Mas será só a ficção? Uma estação líder luta constantemente por isso mesmo – liderança. Pouco a pouco vamos percebendo qual delas se impõe.

[divide style=”2″]

Até para a semana!

Artigos Relacionados

Siga o Quinto Canal nas redes sociais: