Exclusivo Quinto Canal: Descubra «Abduct Girl X»

Esta produção esteve em grande destaque na Comic Con Portugal, que se realizou nos passados dias 14,15, 16 e 17, sendo um dos trabalhos que foi promovido no local pela Haunted House Picture Studios (HHP Studios). Estivemos à conversa com os produtores e realizador de Abduct Girl X sobre este filme.

.

A história de Abduct Girl X centra-se em Crystal, uma mulher que teve uma experiência paranormal e que acaba por ser perseguida por um Men in Black. Desesperada, ela acaba por pedir ajuda à única pessoa que entende o assunto, o locutor Ridley Key. Apesar de cético no início, Ridley vai ajudar Crystal com o apoio de mais três pessoas: Zane, Laura (investigadora de raptos) e o cientista Cherokee White, apesar de todos serem ameaçados de morte pela tal figura misteriosa. Posteriormente, começam a sofrer as consequências da sua escolha, tais como terrores noturnos, noção do tempo, perda de memória, entre outros. A demanda do grupo acaba por se estender além da simples proteção de Crystal e passa a ser sobre quem é na realidade aquele misterioso Homem de Preto.

Do elenco fazem parte os atores Mark Arnald, Mhain Calvey, Andrei Claude, William B Davis e Sienna Guillory e o filme foi realizado e escrito por Ilyas Kaduji. A produção ficou ao cargo de Mafalda Sá e Gordon Pollock, entre outros.

.

[youtube id=”kGkMyD_zakw” width=”620″ height=”360″]

.

O Quinto Canal esteve à conversa com o realizador e produtores sobre Abduct Girl X, um filme que Ilyas criou com o objetivo de incentivar o público a pensar sobre a temática do mesmo: “ser divertido, informativo […] que possam ver o filme como algo onde podem realmente aprender alguma coisa que ainda não sabiam”. O realizador confessou ser fã de tudo o que seja relacionado com o tema sobrenatural e inexplicável, tendo particular atenção para teorias sobre extraterrestres, uma paixão que tem desde criança.

Leia também: Exclusivo Quinto Canal: Descubra Anamorphosis, outra produção dos HHP Studios

O processo de seleção dos atores não foi muito complicado porque tiveram a sorte de encontrar bons atores americanos a trabalhar em Londres. Contudo, nem todos os atores selecionados para Abduct Girl X estavam familiarizados com estas teorias, o que criou um certo obstáculo no início das gravações. “Tive que lhes explicar muita coisa e dar-lhes muitas referências, material e websites”, reforçou Ilyas, uma vez que os atores precisavam de entender o contexto do filme e que tipo de personagens teriam que interpretar. O realizador acabou por partilhar uma história engraçada sobre a escolha do papel de William B Davis, uma vez que o ator, normalmente associado a vilões de outras produções, pediu para não o ser neste.

O principal desafio na gravação de Abduct Girl X acabou mesmo por ser o cenário escolhido. Apesar de a história se localizar no Texas (E.U.A.), o mesmo foi gravado quase na íntegra no Reino Unido. Foi bastante complicado fazer com que o ambiente exterior se assemelhasse ao de Texas. Felizmente, o produtor Gordon conseguiu viajar até a América e gravar algumas das cenas que vemos, por exemplo, o exterior de algumas das cenas onde os atores viajam de carro. Além de conseguir filmar a paisagem, Gordon conseguiu também filmar algumas caravanas com essa mesma paisagem, o que ajudou na criação do set. O processo foi de facto complicado e cheio de pequenos truques que tiveram que ser aprendidos. As gravações duraram cerca de seis semanas e o período de pós-produção do filme estendeu-se por alguns meses.

______________________________

Até agora o que ouvimos tem sido promissor e igualmente positivo

______________________________

Gordon salientou que foi particularmente difícil filmar às três da manhã em Julho e Agosto no Reino Unido, pois as noites estavam de facto muito frias. A equipa pensou que filmar durante a noite no verão seria agradável mas a realidade foi completamente distinta. Manter todos acordados, entusiasmados e empenhados foi realmente um desafio. Por seu lado, a banda sonora do filme teve também a contribuição de Lauren Ivy com o single Taken especialmente composto durante as gravações.

Abduct Girl X teve um painel no auditório A da Comic Con Portugal, onde o público assistiu a uma versão do filme, que será futuramente traduzida para português. Este é um dos primeiros passos para que o filme (que tem cenas gravadas em Portugal) possa ser distribuído no nosso país e este evento serviu precisamente para uma melhor divulgação deste projeto. Por agora, o filme está a ser distribuído em cerca de cinco países e o feedback foi de tal forma importante que foram feitas algumas alterações à versão inicial, incluídas já na versão apresentada neste último fim-de-semana.

Sobre o Haunted House Picture Studios (HHP Studios) Mafalda explicou-nos que a produtora tem um estúdio na zona centro, todo ele em chroma key e que neste momento estão à procura de um espaço com outras dimensões porque já não é possível cingirem-se a 700 metros quadrados. “A nossa intenção é criar um estúdio de cinema em Portugal que além de obviamente seja utilizado para trazer outras produções a Portugal também seja um estúdio com cenários permanentes para que se possa fazer uma tour para escolas, turismo e promover o Centro.” Esta é a sua grande batalha, uma vez que há muitas zonas onde filmaram que já não existem, devido aos fogos que assolaram aquela zona.

Inês Calhias

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve, desde cedo adquiri um enorme interesse por séries. Tento ver um pouco de tudo e apresentar aqui no Quinto Canal o que se passa no panorama televisivo.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.