Geral TVI

Wilson: «cometi um único ato irrefletido e foi esse ato que levou à minha expulsão»

Para o concorrente a sua estadia na casa mais vigiada do país chegou ao fim quando, num ato irrefletido, agrediu Hélio com uma cabeçada. Agora, já fora da casa, Wilson admite estar arrependido pelo erro que cometeu e confessa ter sofrido bullying na escola.

Depois de 54 dias na casa, Wilson vê a sua participação no programa interrompida, mas isso não o deixou ressentido com o concorrente Hélio, «ele tinha aquela estratégia de jogo e eu, como jogador que sou, percebo isso muito bem», admite. A pressão dentro da casa e o facto de ser considerado um jogador forte e inteligente foram as principais razões que levaram o corrente a ser «um alvo a abater desde o primeiro dia».

Numa entrevista à TV Guia, Wilson admite não ter aguentado a pressão no momento em que agrediu outro concorrente e confessa ter cometido «um único ato irrefletido» sendo esse o que o levou à expulsão. «Mas, sinceramente, acho que saí na melhor altura. Se não saísse, tinha feito bem pior», conclui.

Não foi só no programa que o concorrente que tinha como segredo «estive em coma» sofreu com a violência psicológica. «Essas situações estão relacionadas com o meu segredo. Depois de ter estado em coma, fiquei com uma cicatriz muito grande na cabeça e, por isso, fui muito reprimido e vítima de bullying na escola», afirma. Durante a adolescência Wilson não conseguiu reagir a estas situações se não com agressividade, porem atualmente considera-se uma pessoa calma, «cresci, amadureci e aprendi que a violência não é o caminho certo».

Apesar da polemica pela qual ficou conhecido, o concorrente tem recebido apoio de muitas pessoas, em especial de ex-concorrentes de edições anteriores da Casa dos Segredos, como é o caso Ricardo Azevedo e Fanny, que viam Wilson como um forte candidato à vitória.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados