Rubricas Só Séries

Só Séries: «Crossbones», a nova adaptação da história do pirata Blackbeard

Só Séries

Após a surpresa que foi Black Sails que trouxe à televisão a temática dos piratas (cuja análise podem ler aqui), eis que chega ao canal NBC Crossbones, a nova adaptação da história do famoso pirata Blackbeard.

Numa altura de grandes mudanças no contexto político global, o combate à pirataria é visto pelas grandes nações como uma das ações prioritárias. A Grã-Bretanha em 1700 era a nação que mais domínio marítimo tinha e que tudo fazia para combater esta ameaça. Edward “Blackbeard” Teach (John Malkovich) era um dos maiores inimigos do Império, não só pelas ações piratas mas também pela brutalidade do seu carácter, e após ter fingido a sua morte, muda-se para a ilha de New Providence e lá estabelece uma sociedade de piratas. Contudo, grande parte do seu poder é baseado na importância que tanto Kate Balfour (Claire Foy) e Selima El Sharad (Yasmine Al Masri) têm nessa sociedade. Mas o que parece ser uma existência pacífica é uma fachada para os verdadeiros planos do pirata, que pretende obter um aparelho que ajuda a determinar a localização de um navio no mar. Para evitar que o aparelho caia nas suas mãos, o governo britânico envia o espião Thomas Lowe (Richard Coyle) a proteger o aparelho e caso consiga, eliminar definitivamente Blackbeard.

crossbones_2

Quem gosta deste tipo de histórias, tal como eu, vê-se compelido a ver esta série, nem que seja pela simples curiosidade. Uma vez que não conheço todas as histórias que retratam este terrível pirata não posso afirmar se a adaptação de mantém fiel ao contexto já criado. Contudo, acho que tal como Black Sails, existiam imensas ramificações que poderiam ser exploradas e que acabam debaixo do tapete. A história torna-se por isso um pouco monótona e alguns eventos aparecem forçados.

Esta produção foca-se imenso nos atores que a compõe, muito mais do que na própria história. E é graças a isso que tem sobrevivido porque as prestações estão no geral boas. John Malkovich procura ser um vilão carismático mas acho que força demasiado o carácter da sua personagem. O papel do protagonista tinha sido inicialmente atribuído a Hugh Laurie, o famoso Dr. House, e nota-se imenso a vertente sarcástica na base da personalidade do protagonista. E sim, sem dúvida Hugh teria feito um trabalho excecional, uma vez que House era o rei do sarcasmo. Já Malkovich teria feito melhor figura se tivesse aprofundado mais o seu lado negro e frio e deixar de parte algumas atitudes apalhaçadas. Não obstante, consegue fazer um papel muito bom e mostrar um outro Blackbeard, não tão negro, cabeludo e barbudo.

crossbones_1

Em relação aos efeitos e aos cenários utilizados, nota-se a preocupação da produção em não apresentar cenários computadorizados e até mesmo a batalha inicial foi toda filmada num cenário próprio. É de louvar também a escolha dos cenários, que ajudam imenso a manter aquela aura do século XVIII, com ilhas desertas e terras por descobrir. Os figurinos são no geral muito bons e a própria constituição dos piratas está aceitável. O que não se percebe é a diferença na caracterização das mulheres na ilha, esbeltas e em excelentes condições, o que não é propriamente um retrato exato da época. E também não percebo o porquê da NBC não se restringir nas cenas violentas mas não mostrar qualquer cena com teor sexual. Não que procure isso numa série mas se mostram as pessoas a esvaírem-se em sangue, porque cortam cada vez que alguma das personagens dá um beijo?

Crossbones é a típica série que tem muito para dar mas que acaba por ser uma desilusão por falhar a imensos níveis. Se gostam deste tipo de história acho que devem dar uma oportunidade e quem sabe, deixarem-se conquistar. Mas infelizmente, não creio que vá ter um futuro muito promissor. Mas no panorama televisivo nunca se sabe…

[youtube id=”4TUinxjE4Pg” width=”620″ height=”360″]

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados