Só Séries: «Brooklyn Nine-Nine»

só séries

Quero desde já dar os parabéns a Cristiano Ronaldo pelo prémio que obteve esta tarde e que é uma recompensa de todo o esforço e dedicação do atleta. E claro, elevou o nosso país um pouco mais na consideração daqueles que ainda nos acham pequenos.

Em relação à entrega dos Golden Globes da noite anterior, devo confessar que fiquei com um misto de indignação e exaltação no que toca às séries. Primeiro porque queria imenso que a Tatiana Maslany ganhasse o prémio de Melhor Atriz pelos papéis que desempenha em Orphan Black. Depois porque acho que Jessica Lange é uma atriz de peso e que mesmo tendo uma concorrência forte, está cada vez mais surpreendente em American Horror Story: Coven. Por outro lado, fiquei contente pela premiação de Breaking Bad e de Amy Poehler, pois apesar de ser fã confessa de Zooey Deschanel, considero que Amy merecia imenso este prémio por todo o trabalho que tem desenvolvido na comédia. Mas a grande surpresa da noite, e digo mesmo GRANDE pois a concorrência era feroz, foi a vitória de Brooklyn Nine-Nine na categoria de série de comédia. Para trás ficaram os colossais The Big Bang Theory, Girls, Modern Family e Parks & Recreation. Mas afinal que série é esta que sendo a sua primeira nomeação, conquistou já a crítica?

brooklyn ninenine

Brooklyn Nine-Nine é exibida no canal FOX e encontra-se ainda na sua primeira temporada com 12 episódios já exibidos. A história foca-se na ficcional 99ª esquadra de polícia de Nova Iorque, situada em Brooklyn, onde o Capitão Ray Holt (Andre Braugher) tem a complicada tarefa de gerir uma equipa de detetives muito peculiares. Liderada por Jake Peralta (Andy Samberg), um detetive muito eficaz mas muito brincalhão, a equipa da 99ª é composta por Rosa Diaz (Stephanie Beatriz), Terry Jeffords (Terry Crews), Amy Santiago (Melissa Fumero), Charles Boyle (Joe Lo Truglio) e a secretária Gina Linetti (Chelsea Peretti).

A história da série está bastante interessante de um ponto de vista geral. Não nos são dadas as informações todas sobre as personagens que estamos a conhecer, mas vamos descobrindo aos poucos, e de maneiras muito cómicas, todo o passado daqueles detetives e o que aconteceu nas suas vidas que os tenham levado ali. É interessante verificar que, mesmo sem perder a piada, os criadores conseguem criar laços com o público apresentando-nos protagonistas com passados emotivos, com histórias de sobrevivência e com comportamentos que se assemelham imenso aos do cidadão comum. Expondo a sua narrativa ao estilo de The Office, Brooklyn Nine-Nine apresenta uma base sólida de comédia sarcástica sem nunca roçar o crítico moral.

O leque de atores está muito bem escolhido. Não são sex symbols a fazer comédia nem estereótipos televisivos tantas vezes utilizados. São atores completos, alguns deles em evolução de carreira, que conseguem cativar tanto a rir como a chorar. Claro que Andy Samberg é sem dúvida a cabeça de cartaz e um utilizador exímio do humor negro. Admiro o seu trabalho no grupo Lonely Island e penso que será o futuro da comédia televisiva. Outro ator que também gosto bastante é o musculado Terry Crews que apesar de não ser um ator excelente é sem dúvida muito carismático e empenhado em todos os papéis que interpreta.

brooklyn nine nine

Em relação às características técnicas desta produção, confesso de que gosto bastante do single-camera setup utilizado, isto é, as filmagens ocorrem com o recurso a uma câmara. Dá uma sensação de mobilidade e interação muito maior e faz com que mesmo cenas monótonas nunca caiam no aborrecimento. Com muito pouco recurso a efeitos visuais, a ação da série está muito bem construída e é bastante cativante.

Brooklyn Nine-Nine acaba de ganhar o Golden Globe como Melhor Série de Comédia e realmente merece por tudo aquilo que simboliza: para já derruba o domínio que as longas temporadas de The Big Bang Theory e Modern Family estavam a ter e por outro estabelece um novo tipo de comédia, que apesar de não ser totalmente original, é muito cativante e inovador. A verdade é que já começava a fazer falta uma comédia com polícias.

Atrevam-se a experimentar esta série. Garanto que não se vão arrepender 🙂

Inês Calhias

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve, desde cedo adquiri um enorme interesse por séries. Tento ver um pouco de tudo e apresentar aqui no Quinto Canal o que se passa no panorama televisivo.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *