Inside Gaming Rubricas Videojogos

Inside Gaming: «South Park: The Stick of Truth»

inside gaming

Há discussões que são como aquelas pilhas do coelho – duram e duram e duram. Uma das que mais perdura é sem dúvida a que nos questiona por que motivo se insiste em fazer adaptações de videojogos para cinema/ séries e vice-versa. Os resultados nem sempre são satisfatórios e acabam invariavelmente por desiludir quer sejam os fãs do filme ou os fãs do videojogo. No entanto – e ainda bem – há excepções e South Park: The Stick of Truth é uma delas.

south-park-the-stick-of-truth-video-game

Para mim, South Park remete imediatamente para os longínquos anos de adolescência onde a presença em frente a TV para ver a série a passar na Sic Radical era obrigatória. Os anos passaram e o gosto pela série que se caracteriza de um humor peculiar e corrosivo, continuou. Entretanto já foram muitos os jogos que foram saindo sobre a série, desde simples jogos Flash a jogos Mobile e até lançamentos na Xbox Live, mas nenhum deles encheu realmente as medidas dos fãs que ansiavam por um título que realmente transpusesse todas as característica da série. Penso que não é preciso dizer que assim que South Park: The Stick of Truth foi anunciado, as expectativas foram imediatamente altíssimas sobretudo porque foi lançado para Playstation 3, Xbox 360 e PC.

South-Park-Stick-of-Truth-gamescom-2013-02

Assim que abri o jogo fiquei com um sorriso de orelha a orelha. Estava de facto dentro da série, literalmente como uma personagem. Tal como já era possível fazer aqui e aqui , podemos criar um personagem ao nosso gosto que será o ponto central da história, o “miúdo” novo na cidade. Após nos mudarmos misteriosamente da cidade onde vivíamos com os nossos pais – quem já jogou certamente está como eu e não consegue tirar da cabeça determinadas imagens – caímos na cidade de Rocky Mountains. Aqui acabamos por ficar no meio de uma brincadeira/guerra entre humanos, encabeçados pelo Grand Wizard Cartman, e elfos cujo líder é Kyle. Como o objetivo de qualquer miúdo que acaba de chegar a um local novo é fazer amizades, vemo-nos obrigados a entrar nesta brincadeira que vamos levar de forma muito séria, pois o Stick of Truth anda a ser disputado por ambos os grupos e nós surgimos como o grande salvador. Inicialmente é necessário escolher uma de quatro classes – Fighter, Jew, Thief ou Mage – cada um deles com habilidades diferentes mas o mesmo tipo de Perks e de habilidades mágicas. Uma vez que o jogo funciona como um qualquer RPG, é necessário evoluir as nossas habilidades, aumentando a XP e tornarmo-nos no guerreiro mais forte. O mapa da cidade funciona como uma espécie de openworld mas limitado no qual podemos aceder a praticamente todas as zonas que os fãs da série já conhecem.

stick-of-truth-6

Por entre grande parte do elenco da série já familiar a muitos de nós, temos batalhas bem ao estilo Pokémon. Nestas batalhas podemos utilizar habilidades que nos vão sendo ensinadas no decorrer da história. Estas habilidades vão sendo desbloqueadas conforme evoluímos de nível e consoante aumentamos o número de amigos (existe uma espécie de Facebook dentro do jogo que leva a que grande parte dos figurantes estejam sempre agarrados ao telemóvel). Ao que parece, o nosso personagem é um mestre a controlar o esfíncter anal…Ou seja…Libertamos flatulências de forma voluntária quando precisamos e controlamos inclusive a sua direcção. Fantástico, não acham? Adiante… Durante a nossa jornada encontramos uma série de personagem que nos fazem libertar umas belas gargalhadas pois os diálogos estão construídos de forma absolutamente genial e semelhante à que podemos assistir na série. O mesmo acontece com os gráficos e até com a forma como as personagens se movem.

Apesar de ainda custar 39.99€, South Park é uma compra absolutamente acertada. Os fãs da série irão ver aqui uma ótima maneira de fazerem parte da história que desde 1997 nos prende ao pequeno ecrã e não vão ficar desiludidos. Está lá tudo: os diálogos, os movimentos, o humor corrosivo, aliens, ratos violadores, gatos nazis e o Kenny princesa. Que mais pode alguém querer se….OH MY GOD THEY KILLED KENNY, tenho de ir 😉

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados