Rubricas Só Séries

Especial Só Séries: Passar o Natal em Família

Chega ao fim a minha saga de final de ano e nada melhor que uma época festiva familiar para introduzir o tópico da semana: séries sobre Famílias. Esta categoria foi por mim designada de maneira a ir de encontro com este dia e apesar de se dividirem entre comédias e dramas preferi falar apenas delas por agora devido à sua importância no retrato de que é fazer parte de uma família.

Como não podia deixar de ser e porque não a mencionei a semana passada temos então a tão premiada série Modern Family. E o nome não poderia ser mais perfeito para descrever esta família. Foi e continua a ser uma aposta segura, um sucesso de audiências, premiada constante e, mais importante, o retrato de uma família muito moderna. As questões que aborda (homossexualidade, diferença enorme de idades de um casal, entre muitas outras) são atuais e o público identifica-se com os problemas que vão surgindo a esta família e diverte-se a ver como eles se resolvem. É a série mais hilariante do ano e sem nos darmos conta, a que mais emoção provoca no espectador.

Ainda na base das comédias, surgem outros nomes muito importantes no que toca ao retrato familiar: Suburgatory, Raising Hope e The New Normal. Estes nomes ficam um pouco fora do radar das grandes séries e as suas audiências apesar de não se destacarem são sempre regulares. A primeira produção fala de um pai solteiro que com dificuldades em lidar com a sua filha adolescente muda-se para os subúrbios americanos numa tentativa desesperada de se aproximar dela. A segunda série aborda as questões de uma família americana pobre que se vê num caos quando um bebé aparece inesperadamente nas suas vidas. Dou créditos a quem fez o jogo entre o nome da produção e o nome da criança pois não se fala apenas do crescimento da bebé (cujo nome é Hope) mas sim da própria manutenção da esperança (hope), amor e amizade entre a família. Por fim, The New Normal foi a revelação do ano procurando o sucesso ao falar de um assunto muito pertinente e instável que á a adoção e gestação de um bebé por casais homossexuais.

Numa vertente mais dramática, existem algumas séries deste ano que merecem ter destaque. Parenthood, Shameless e Weeds abordaram cada um à sua maneira como é pertencer a uma família. Em cada uma destas produções cada personagem é posta a prova não só pelos seus objetivos pessoais mas as suas ligações com outros membros da família. E mesmo quando nada nas suas vidas corre bem a estabilidade familiar é o que procuram de modo a conseguirem ter alguma paz. Contendo também uma dose de comédia q.b, pois nas famílias não é só dramas, são séries que fazem questionar até que ponto estamos a ir por alguém do nosso sangue.

Ficam assim dadas todas as sugestões de 2012. Resta agora esperar e ver o que de melhor acontecerá em 2013. Fiquem atentos à próxima semana que falarei das principais novidades para o ano em que grandes nomes regressam ao pequeno ecrã.

Até lá aproveitem a época festiva e apreciem os momentos com a vossa família, distribuindo sorrisos a quem está ao vosso redor. Feliz Natal!!!

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados