Qultura

teatromosca produz Jornadas de Reflexão em torno de temas da(s) Cultura(s)

teatromosca tem assumido uma posição muito clara, na gestão da sua atividade e do seu trabalho durante este período de novo confinamento em que nos encontramos.


nessa sentido, toda a organização e direção do teatromosca recusa-se a parar a atividade, mantendo toda a atividade, incluindo a programação regular do AMAS – Auditório Municipal António Silva. O mês de fevereiro começou com um concerto de Them Flying Monkeys e prepara-se para terminar com um concerto vibrante de indignu, já no dia 27 de fevereiro, às 21 horas, no Live Stage da Ticketline. A sonoridade do coletivo, que conta com mais de uma década, “não pode fugir ao selo do pós-rock, mas fá-lo longe dos estereótipos de género habituais e do mainstream rock alternativo”. O som instrumental, pode reportá-los para um dissimulado pós-grunge e os momentos acústicos, manchados de veneração ao simples e ao natural, trazem algum alívio e ecletismo ao ouvido. Melodias e distorções emocionais contrastantes são a principal característica do estilo da banda. Os bilhetes têm o preço único de 6,50 euros.

E por considerarem tão importante, e urgente, a cultura, propuseram-se a produzir as Jornadas de Reflexão – Cultura(s) alicerçada(s)“, organizado por Pedro Alves, diretor artístico da companhia. Ao longo de três tardes, de 02 a 04 de março, entre as 14 e as 19 horas, um painel internacional de oradores juntar-se-á em torno de três grandes temas fundamentais: o papel da Cultura nas sociedades e o modo com a sua importância é comunicada e percecionada; a gestão de espaços culturais, a criação de redes de programação e a mediação de públicos; e o investimento na Cultura e as condições laborais.

Nos próximos dias, será também divulgado o programa completo, bem como o nome de todos os oradores.


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não vai ser publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.