Televisão

Saiba como vivem os atores com contratos de exclusividade

Nos dias que correm, ser ator e ter um contrato de exclusividade com uma estação ou produtora é visto quase como um luxo que está disponível a cada vez menos profissionais.

Apesar disso, os atores que assinam este tipo de vínculos são pagos a recibos verdes e apresentam uma lista infidável de exceções. A única segurança prende-se com o facto de terem, todos os meses, um ordenado certo, mesmo que este esteja sujeito a fortes medidas extraordinárias. Fonte próxima da TVI avança, à Notícias TV, que o salário atribuído não tem um valor fixo. «Se trabalharmos mais de seis dias por semana, recebemos por inteiro; Se for até seis dias, ficamos apenas com 75%. No período em que não trabalhamos, recebemos apenas 50%.», afirmou.

As retenções na fonte e descontos para a segurança social são feitas à parte. Assim, a situação laboral de alguns atores torna-se precária dada a instabilidade inerente aos recibos verdes. Recorde-se ainda que a profissão está isenta de IVA e os visados não têm quaisquer direitos no que a subsídios diz respeito: «Mesmo que estejamos com contratos de exclusividade, não temos subsídio de Natal nem de Férias, não somos pagos pelos feriados e fins de semana que tenhamos de trabalhar. O montante é sempre fixo», finaliza a mesma fonte.

Artigos Relacionados

Siga o Quinto Canal nas redes sociais: