Televisão TVI

«A Teia – Qual Será o Próximo Alvo?» é a nova novela da TVI

A Teia - TVI

A TVI está já a preparar a sua nova novela e que deverá chegar ao pequeno ecrã nos primeiros meses do próximo ano. Até aqui sem título provisório, a mesma passa a ser conhecida como A Teia.

 

Gravada entre Portugal e Escócia, a nova novela da TVI promete ser diferente de tudo o que já foi feito, ao seguir uma sucessão de crimes cuja verdadeira causa nunca é a que parece, e onde a identidade do assassino poderá surpreender, caso seja revelada.

Um homem e uma mulher sem ligação aparente envolvem-se num bizarro assalto a um banco que resulta na morte dos dois. Perante o impasse na investigação policial, os respectivos filhos (Lara e Simão) decidem desvendar o mistério que levou à tragédia. Num momento de dor e de confusão, Lara e Simão fazem uma descoberta aterradora. Os pais morreram juntos, como dois criminosos. Mas como? E porquê, se nem sequer se conheciam? O que descobrem é só a ponta da meada. Outras mortes se seguem, todas sem relação à vista e enredadas numa teia misteriosa que parece não ter fim e onde qualquer um poderá ser o próximo alvo.


Leia também:  «Segundo Sol» é a próxima novela a estrear na SIC

Sinopse Completa: No Porto, Margarida recebe uma mensagem no telemóvel que a deixa aterrada. Sem dizer nada à família nem ao marido, encontra-se em segredo com António que não contactava há muitos anos. Dias mais tarde, os dois assaltam um Banco usando um colar-bomba para completarem o golpe. Um absurdo, uma loucura que não encaixa de todo no perfil de cada um.
Nas Terras Altas da Escócia, Lara Seixas (filha de António) é uma rapariga portuense a fazer um estágio num escritório de advocacia em Edimburgo. Do pai herdou o sentimento de Justiça e o seu sonho é ser um dia procuradora do Ministério Público. Simão Rosa Pinto (filho de Margarida) também vive na Escócia mas está longe de construir uma carreira de sucesso. Ou qualquer carreira. Depois de um confronto violento com o pai (Augusto), com quem sempre teve uma relação difícil, Simão foi expulso de casa e emigrou. Sem recursos e à margem de tudo e de todos, mergulhou num submundo de lutas ilegais para subsistir num país estranho. Mas motivação nunca lhe faltou, sobretudo para sustentar Inês, nascida de uma relação tumultuosa com Mónica, que abandonou a filha à guarda de Simão. Até que o inesperado acontece. Simão é injustamente acusado de maus tratos e a criança entregue aos serviços de assistência social. Surpreendentemente, é Lara, uma perfeita desconhecida, que lhe estende a mão e, de uma situação cruel, nasce uma ligação forte e uma paixão imprevista. Mas a ligação dos dois é abruptamente interrompida por uma notícia terrível: a morte dos pais em circunstâncias chocantes. Assoberbados pelo luto e quando menos esperavam, os dois jovens voltam a encontrar-se no Porto, no funeral dos pais. Num momento de dor e de confusão, Lara e Simão fazem uma descoberta aterradora. Os pais morreram juntos, como dois criminosos. Mas como? E porquê, se nem sequer se conheciam? O mistério adensa-se e o conflito entre Lara e Simão coloca-os cada vez mais em campos opostos. Mas o que sentem um pelo outro poderá mudar tudo. Justiça ou sentimentos? Só os dois podem decidir o que prevalece. Mas Margarida e António foram apenas as primeiras vítimas de um plano sinistro que parece saído de uma mente doente, alguém que aproveita fraquezas individuais em prol de objetivos obscuros. Outras mortes se seguirão, recebendo todas as vítimas uma mensagem simultânea e premonitória. Entre os escolhidos, ninguém sabe quem morrerá a seguir, embora todos eles escondam uma ligação que os une.
O desfiar do novelo envolverá Lara e Simão numa sucessão de crimes cuja verdadeira causa nunca é a que parece. E a verdadeira identidade do assassino poderá surpreender todos.

Artigos Relacionados

Siga o Quinto Canal nas redes sociais: