Gossip Girl é a típica série para raparigas sobre um mundo em Nova Iorque acessível a muito poucos, mas onde todos sonham estar.

A série é transmitida no canal norte-americano The CW, e é inspirada na série de livros Gossip Girl. É contada ao público a história de cinco jovens que estudam em Nova Iorque, sendo que quatro deles vivem em Upper East Side e o último vive em Brooklyn. Basicamente trata-se da luta entre classes na vida dos jovens e como isso pode afetar relacionamentos. Toda a história é contada por uma blogger cuja identidade nunca é revelada, e que tem como objetivo expor a vida das pessoas à sua volta.

A série começa com o regresso de Serena van der Woodsen, que tinha ido para um colégio interno depois de ter ido para a cama com Nate Archibald, o namorado da sua melhor amiga, Blair Waldorf. Para compor este grupo falta apenas Chuck Bass. Estas quatro personagens vivem em Upper East Side, e têm vidas com que a maioria dos jovens pode apenas sonhar… festas, compras, viagens, e muitos esquemas. Do outro lado, temos Dan Humphrey, o eterno apaixonado por Serena, e que com o passar do tempo consegue conquistar aquela que pensava ser a mulher da sua vida.

Desde 2008 que a série recebeu todos os anos várias nomeações e prémios para os Teen Chioce Awards. Gossip Girl levou para o estrelato estas cinco atores, que hoje são bem conhecidos do público geral.

Em relação ao tipo de série que estamos a falar, podemos dizer que é das séries que mais se assemelha à típica telenovela. Não é uma série que obriga os fãs a acompanhar todas as semanas, sendo possível estar vários episódios sem ver e acompanhar facilmente a história. A série é interessante para quem viu o início e quer agora acompanhar o futuro daquelas personagens, quer saber como acabar, com quem vão ficar e o que vão fazer.

Quanto a mim… eu acompanho a série, gosto de ver o mundo daquelas personagens tão fictícias e que são controladas por um blogger que sabe tudo das suas vidas. Não é uma série que me prenda ao ecrã ou ao computador, mas se por acaso (aqui falo para raparigas) estiverem em casa sem nada para fazer vão buscar o primeiro episódio e vejam. É um mundo diferente, e nenhuma rapariga pode dizer que nunca sonhou com algo do género, esteja a falar das personagens masculinas, da roupa, dos sapatos, dos trabalhos maravilhosos que arranjam sem se mexerem. È daquelas séries para “lavar as vistas” do tipo de séries normais que as pessoas vêem.

 

Serena

Artigos Relacionados