After Hours Música Rubricas

After Hours: Recordando o último concerto dos Buraka Som Sistema

Foi há cerca de 1 ano, no primeiro dia de julho, que os Buraka Som Sistema deram o seu último concerto numa grande festa em Lisboa. O Quinto Canal marcou presença nesse concerto, e recorda agora com os seus leitores o artigo escrito nessa ocasião.


[youtube id=”wOMe-8Tf1Y0″ width=”620″ height=”360″]

De forma a realizarem uma despedida em grande, os Buraka Som Sistema decidiram apresentar aos seus fãs um evento único: o Globaile, com o objetivo de tornar Lisboa na capital da música eletrónica global, trazendo por isso a Portugal alguns artistas internacionais dos quatro cantos do mundo e que aqueceram a tarde e noite até ao derradeiro concerto da banda. A partir do jardins da Torre de Belém e com dois palcos preparados, a música começou a partir das 17 horas ao som de Batuk (África do Sul), Kking Kong e Dotorado Pro (Portugal) onde se foram juntando logo desde o início das atuações largas centenas de pessoas.

VEJA NO NOSSO INSTAGRAM FOTOS E VÍDEOS DO CONCERTO

A partir das 20 horas as atuações no palco principal começaram ao som dos Dengue Dengue Dengue, vindos diretamente do Perú, mas foi com MC Bin Laden, do Brasil, que o público verdadeiramente aqueceu para o concerto dos Buraka Som Sistema. E desengane-se que o cantor é apenas conhecido pelo seu hit Tá Tranquilo Tá Favorável. Para grande surpresa de muitos MC Bin Laden tem em Portugal uma já vasta legião de fãs, com as músicas todas na ponta da língua, e que em muito orgulharam o cantor em palco, que provou também saber dar um verdadeiro espetáculo.

Contudo, foi às 22 horas que público foi ao rubro com os primeiros acordes dos Buraka Som Sistema, ou não fossem eles os verdadeiros responsáveis por toda esta festa. E o arranque não podia ter sido mais caloroso, logo com três dos seus maiores sucessos dos últimos anos, Hangover / Stoopid / We Stay Up All Night, havendo ainda espaço para um energético sitdown com o tema Parede. Tudo isto em cerca de 20 minutos de concertos decorridos.

Entre medleys e atuações pelos seus dez anos de carreira, não faltou neste concerto de duas horas um único hit da banda, desde o EP From Buraka To The World de 2006, passando pelo Black Diamond (2008), Komba (2011) e chegando ao mais recente Buraka de 2014.. O encerramento do espetáculo antes do encore ficou a cargo do mítico Wegue Wegue (Kalemba), tendo a banda recebido com convidada especial Pongo Love, a responsável por dar voz original ao tema.

Pelo meio houve ainda tempo para as habituais danças de Blaya e não só, tendo a banda também chamado a palco (algo que foi hábito em todos os seus concertos) algumas raparigas da plateia. Isso claro que só se podia traduzir em confusão total com os seguranças a não terem mãos a medir para controlar a euforia das fãs mais corajosas.

A derradeira despedida ficou a cargo de Voodoo Love, que na versão original conta com os vocais de Sara Tavares. E a escolha desta última música não podia ter sido mais estratégica, depois de toda a euforia e emoção ao longo das duas horas de atuação que tinham acabado de passar a correr. E com este concerto os Buraka Som Sistema saem de cena de certeza absoluta com um sorriso na cara, olhando para o legado e para as fronteiras que fizeram abrir através da sua música nacional e não só, representando e muito bem Portugal.

Porque mesmo até quem não é fã não pode negar o fenómeno que esta banda conseguiu conquistar ao longo dos seus (curtos) dez anos de carreira.

Obrigado!


O ARTIGO ORIGINAL PODE SER LIDO AQUI

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados