Televisão TVI

Teresa Guilherme: «O “Big Brother” é mais ligeiro do que a “Casa dos Segredos”»

Teresa Guilherme

Faltam apenas 5 semanas para a estreia de Big Brother VIP. O novo reality show da estação de Queluz de Baixo está à procura de famosos para fazerem disparar as audiências aos domingos à noite, mas a tarefa não tem sido nada fácil. A quantidade de negas que já foram dadas e publicadas na imprensa, dão a entender de que, mesmo com toda esta crise, as figuras públicas temem ficar com um nome associado a um concurso do género.

Em entrevista à TV Guia desta semana, Teresa Guilherme adiantou que sempre preferiu um Big Brother com anónimos, por achar que resulta melhor para que os concorrentes não temam o seu comportamento, as suas expressões, não se sintam tão pressionados a agir de uma maneira que para a maior parte dos telespetadores é desconhecida. «Prefiro um Big Brother com anónimos, porque é muito mais complicado ter no confessionário pessoas que eu conheço e de quem tenho uma opinião formada. Não vou fizer que são amigos, amigos, mas posso dizer que são amigos profissionais. É só por isso que eu preferia anónimos. São pessoas mais novas, é mais divertido. E estou a falar da minha experiência, embora a minha experiência com famosos tenha sido muito simpática.»

A apresentadora aproveitou igualmente para explicar que numa comparação entre um Big Brother VIP e uma Casa dos Segredos, o primeiro acaba sempre por ser mais ligeiro. «É mais ligeiro. Espera-se que as pessoas sejam aquilo que são. Enquanto na Casa dos Segredos se espera que eles façam intriga e que joguem, no Big Brother não. Tem stress, também, mas o objetivo não é mais do que ir ficando na casa», concluiu.

Quem serão os concorrentes deste novo formato que chega em abril à TVI? Aceitam-se apostas!

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados