Televisão TVI

José Fragoso: «[No novo canal] vamos ter todos os formatos de ficção onde estamos envolvidos»

O canal de ficção da TVI foi esta manhã apresentado à imprensa. José Fragoso fez-se acompanhar pelo presidente da PT, Zeinal Bava, e descreveu este projeto como um prolongamento de todo o trabalho que a estação de Queluz de Baixo já desenvolveu na área da ficção:

A história da TVI está ligada à ficção nacional. Aquilo que tem sido feito é, neste momento, um dos principais sustentos do audiovisual em Portugal. Todo o planeta audiovisual português gira em volta das nossas produções e também da capacidade instalada que temos. Por isso é muito importante que continuemos com esta nova chancela a dar estes sinais de vitalidade que temos dado. Neste canal vamos ter todos os formatos de ficção onde estamos envolvidos, e o que esperamos é que o canal 11 passe a fazer parte das nossas opções diários.

Na conferência onde este projeto foi apresentado, ficou-se a saber que serão transmitidas não só novelas, como igualmente sitcoms, telefilmes, séries e mini-séries. Os telespetadores ficarão ainda a conhecer as pessoas que estão atrás das produções da TVI através da realização de biografias (de atores, autores e realizadores). Por outro lado, existem ainda outras surpresas sobre o novo canal exclusivo MEO que vai estar disponível a partir de outubro, na posição 11. Ao que tudo indica, em alguns casos, os portugueses vão ter a oportunidade de aceder a conteúdos nunca antes vistos, como os finais alternativos de novelas.

Por exemplo, recorda-se dos vários desfechos de Ninguém como Tu que nunca foram para o ar? A pergunta Quem matou o António? teve apenas um resposta, mas agora os telespetadores poderão ficar a saber quais seriam as outras hipóteses.

A interatividade vai ser assim uma das grandes apostas deste novo canal temático da TVI.

Artigos Relacionados