TVI

Cristina Ferreira: «[A Cláudia Vieira e o João Manzarra] encontram-se para apresentar o “Ídolos”»

A guerra dos domingos à noite já acabou há cerca de uma semana, mas ainda se fazem juízos sobre o que correu bem e mal na quinta temporada do Ídolos. Cristina Ferreira falou com a TV 7 Dias e explicou que o trabalho de Cláudia Vieira e o de João Manzarra jamais poderia igualizar-se ao seu e ao de Manuel Luís Goucha. «Eu e o Goucha somos muito diferentes deles. Nós temos um trabalho diário que eles não têm. Eles encontram-se para apresentar o Ídolos. Eu e o Goucha estamos todos os dias três horas em direto, o que, só por si, nos ajuda a ter uma cumplicidade diferente em palco», começou por dizer à revista da Impala.

Por outro lado, a «rainha das manhãs» da TVI afirmou que A Tua Cara Não Me É Estranha foi uma novidade, ao contrário do talent show da SIC: «O programa foi muito bom porque foi novidade, uma surpresa. Juntou um lote de artistas inigualável. As pessoas não estavam à espera de os ver assim. Reconhecem-lhes outras facetas enquanto figuras públicas e a trabalhar de uma determinada foram. [O Ídolos] é muito mais vocacionado para um público muito específico, mais novo, se calhar um público mais de concertos. E o nosso, se calhar, vai buscar todas as faixas etárias, a família inteira que se pode reunir a ver o programa.»

Apesar desta opinião, Cláudia Vieira desde cedo demonstrou a sua visão sobre os resultados alcançados. Por esse mesmo motivo, voltou a fazê-lo referindo que adorou conduzir a quinta temporada do Ídolos. «Acho que este é um programa que qualquer apresentador gostava de fazer. Para qualquer pessoa que aprecia comunicar é um programa que passa por diversas etapas e por uma gestão de emições. Se houvesse uma próxima edição era maravilhoso continuar», concluíu.

Será que a SIC vai ouvir o desejo da apresentadora?

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados