Televisão TVI

«Big Brother: A Revolução» vai contar com duas casas e nomeações em dia diferente

Em semelhança ao que aconteceu no Big Brother VIP de 2013, a TVI vai apostar em duas casas para esta nova edição do Big Brother, que estreia esta semana.

Com os preparativos a decorrerem a todo o gás para a próxima edição do Big Brother, intitulada de A Revolução, e cuja estreia acontece no domingo, 13 de setembro, Teresa Guilherme regressa à televisão para conduzir o formato. A par desta novidade, após Cláudio Ramos ter sido o eleito para apresentar o mesmo na última edição, já são conhecidos outros detalhes.

A grande novidade prende-se com a “construção” de uma segunda casa, em semelhança ao que aconteceu no Big Brother VIP de 2013. Mas desta vez, contrariamente a essa edição, onde a segunda casa servia como “castigo” onde o participantes não tinham acesso a alguns bens essenciais da casa principal, desta vez a segunda casa servirá para a criação de dois grupos, com o objetivo de “infernizarem” a vida dos outros candidatos e trazerem uma mecânica diferente ao programa.

Sabe-se também que, desta vez, as nomeações irão contar com dia diferente de realização. Deixando de serem feitas ao domingo após a expulsão semanal do concorrente, tal como aconteceu na temporada anterior, desta vez as nomeações voltam a acontecer à terça-feira, e com transmissão em pleno horário nobre, segundo avança a revista TV Mais, recuperando assim a tradição de outros reality-shows, nomeadamente a Casa dos Segredos.


  • Leia também:

Mais uma estreia: «Conta-me» chega à TVI esta semana

 

Artigos Relacionados