Televisão TVI

Adriano Luz fala da importância da imagem em televisão

O ator Adriano Luz é atualmente diretor da Casa da Criação mas quando foi diretor artístico da Plural teve alguns problemas nas suas escolhas de novos atores. À Notícias TV, revelou que «quando estava na TVI, e me diziam que queriam atores, eu ia às escolas, mas eles queriam que eu fosse às praias (risos). Tentei levar algumas pessoas para os Morangos de escolas e consegui alguns, o Pedro Caeiro, por exemplo, mas não foram muitos. Porque tinham um sinal ali, ou porque eram mais fortes, não eram muito altos, ou magros. Também é assim lá fora. Essa televisão a mim não me interessa, mas é a que temos».

O ator dá outros exemplos de pessoas que por causa do seu físico tiveram mais barreiras para entrar na representação e cita André Nunes como um deles. «O André Nunes é outro caso, dei-lhe aulas e achei que ele tem um talento extraordinário, mas foi um bico de obra vendê-lo, no sentido de o aceitarem. Mas depois lá perceberam que se pode ser ator e ter o nariz grande, que era um dos problemas deles».

Por essa mesma razão Adriano Luz decidiu deixar o cargo de diretor artístico na Plural. Segundo o próprio «a determinada altura aquilo não era a minha praia, de todo. Demorei a descobrir porque estive lá quatro anos (risos). Acreditava que podia deixar uma marca, mas não deixei nada. Se calhar, algumas coisas, sim, mas nada de especial. Tivemos grandes êxitos. Descobrimos algumas pessoas com talento, atores não».

Outras Notícias