SIC Televisão

Rogério Samora: «O que me foi dito na TVI foi que não ia para a SIC, nem para lado nenhum»

Rogério Samora

Rogério Samora

É a nova estrela de Ambição mas nem por isso se esquece dos problemas que inundaram o seu passado. Concentrado nas gravações da novela da estação de Carnaxide, Rogério Samora aproveitou a entrevista da TV Guia desta semana para falar sobre a sua saída da estação de Queluz de Baixo. Segundo ele, quando a SIC o desafiou para um novo contrato, a direção de programas da estação de Queluz de Baixo foi a primeira a saber de tal situação. «Fizeram-me um desafio. A pessoa que me ligava, elogiava, deixou de lá estar e, apesar de me sentir apoiado, tinha medo de ficar sem esse apoio. Na altura tive uma reunião em que pedi, na TVI, que me rescindissem o contrato que terminava dali a seis meses. Perguntei-lhes quanto é que queriam. O que me foi dito foi que não ia para a SIC, nem para lado nenhum. Que ou ficava ali ou não trabalhava em lado nenhum. Acedi e disse que os nossos advogados tratariam do assunto», explicou o exclusivo da SIC à publicação da Cofina.

Neste seguimento, e depois de o Tribunal da Relação sair com o acordão, Rogério Samora teve de desembolsar 24 mil euros. A razão para não ter feito um pré-aviso à TVI da sua decisão foi bastante simples: «Se o tivesse feito eles punham a circular que eu estava escalado para ser protagonista do Anjo Meu. E eu aí estava lixado.»

Depois desta rescisão, o ator não poderia estar mais satisfeito. Afinal, a SIC é a sua casa!

Outras Notícias