Piet-Hein

O antigo responsável pela Endemol Portugal e pela CBV, Piet-Hein Bakker foi quem colocou o país a falar do programa que a SIC exibiu no passado sábado à noite, Olé. Depois de encerrar a sua produtora em Março, decidiu regressar ao ativo e fundou a Milky Way Formats, que se estreou em Portugal com a produção de Olé. Agora que o programa foi exibido, o produtor holandês falou ao Diário de Notícias sobre esta aposta surpresa do canal de Carnaxide.

«Este foi um projeto diferente de todos aqueles que eu tinha feito agora, pela forma do negócio. Ou seja, isto foi um projeto em que a Milky Way investiu, a SIC pagou uma parte, nós pagámos a outra e agora o objetivo é vender lá para fora o Olé!, que foi a minha produtora que concebeu», esclareceu.

Considerado polémico e arriscado, Piet-Hein confessou que «fiquei com mais receio das pegas do que da esplanada». Esta última é uma parte do programa em que várias pessoas do público se sentam no meio da arena enquanto um touro anda à solta. «Na esplanada uma pessoa pode sempre defender-se e ir embora. A pega tem que se ultrapassar. Claro que a esplanada envolveu algum risco, a graça também está aí. Mas não achei de alto risco», concluiu, revelando que «a nossa equipa fez uma selecção das pessoas que já tinham alguma experiência» para se sentarem na esplanada.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados