SIC Televisão

Júlia Pinheiro: «A TVI está numa crise de criatividade profunda»

À beira de completar 20 anos de existência, a primeira estação de televisão privada em Portugal está a recuperar no mundo das audiências, depois de durante vários anos ter sido «esmagada» pela TVI. Numa entrevista à TV Guia, Júlia Pinheiro mostrou que a situação se está finalmente a inverter e que, por esse motivo, existem motivos para comemorar na SIC. A apresentadora aproveitou para atacar a estratégia da estação de Queluz de Baixo, nomeadamente no que respeita à área da ficção:

A TVI está numa crise de criatividade profunda. Tem uma lógica de indústria que tem grandes vantagens num determinado tipo de coisas mas que, depois, mata a centelha, a chama, a dimensão artística. O meu primeiro diagnóstico sobre a TVI? Falta-lhe criatividade e ousadia. Não é por fazer muito que se faz melhor, esta é a minha opinião. Na TVI não há ninguém particularmente vocacionado para a área da ficção e isso cria desequilíbrios.

É graças a este novo ciclo da estação de Carnaxide que Júlia Pinheiro se sente satisfeita por ajudar o canal a crescer: «A SIC está num momento particularmente entusiasmante para uma empresa. E esta é, de resto, a razão para eu ter saído da TVI e ter vindo para cá: queremos ser líderes. E nós, como mostram as audiências estamos a subir!»

Por fim, de salientar que Júlia Pinheiro acabou por falar da concorrência de Toca a Mexer. Apesar do formato da SIC não ganhar, a apresentadora adiantou que a as audiências da Casa dos Segredos 3 baixaram em comparação com as duas edições anteriores: «Estão a fazer muito menos em relação à primeira e segunda edições, sim. Mas muito menos.»

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados