SIC Televisão

Irene Cruz: «Não basta ter uma cara bonita para se ser ator»

Depois de ter terminado as gravações de Rosa Fogo, Irene Cruz fez o balanço da novela à Notícias TV desta semana. Afinal, o feedback recebido por parte do público não poderia ter sido melhor. «O feedback que vem do exterior é o mais importante porque é para essas que eu trabalho. E tem sido muito bom, é muito agradável ouvir as coisas bonitas que as pessoas me dizem. Eu, ao ver-me, ponho sempre imensos defeitos, porque acho que pode ser sempre melhor. Não está mal, mas tenho a mania das perfeições».

À parte disso, Irene Cruz deixou escapar ainda algumas críticas para os novos “atores” que muitas oportunidades têm, mas que pouco talento demonstram. «Alguns têm muito talento, que já nasce com eles, outros nem tanto, mas que trabalham para isso. E há outros ainda que, além de não terem muito talento, não trabalham. E não basta ter uma cara bonita para se ser ator. Mas o tempo encarrega-se de fazer uma escolha natural e separa o trigo do joio. Mas a miudagem fala muito mal português… há ali uma preguiça para debitar palavras e até vemos isso em locutores e apresentadores».

Por esta aposta das produtoras nos jovens, muitos atores com mais experiência acabam por ser esquecidos, algo que já aconteceu com Irene Cruz durante três anos. «Nesses três anos senti-me esquecida e perguntava-me “porquê?”. E via colegas da minha idade a fazerem trabalhos e a repetirem e pensava: “porquê é que a mim não me convidam?”. Lá está, porque não se lembraram da minha existência».

Por enquanto atriz, que não tem nenhum contrato de exclusividade, está à espera de novos projetos na representação.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados