SIC Televisão

Gabriela Sobral: «Entre um programa gravado e um em direto, ganha sempre o direto»

A batalha de domingo entre a segunda temporada de A Tua Cara Não Me É Estranha e a quinta edição do Ídolos ainda mal começou, no entanto já se pode dizer que, até à data, a TVI está à frente. Para Gabriela Sobral, este resultado não surpreende, uma vez que quando um programa em direto se confronta com outro que foi gravado, o primeiro tende a ser mais visto pelos telespetadores. «[…] Entre um programa gravado e um em direto, ganha sempre o direto. O povo gosta de sentir que está a participar e o programa é muito engraçado. Vamos ver».

Apesar de se ter falado na possibilidade de se avançar com a estreia de X Factor em Portugal, a crise económica acabou por dar preferência a um formato com provas já dadas na estação, o Ídolos. «Pensámos no X Factor, que era um formato que ia dar um novo fôlego nos talent shows, mas depois de termos pensado todos juntos, achámos que, nos 20 anos da SIC, também não fazia mal ir buscar um formato que é uma marca da estação. E só nos castings do Porto apareceram 4000 pessoas».

Por esse motivo, o júri teve de ser alterado, por outro que deixou os responsáveis do terceiro canal satisfeitos. «O júri foi muito bem esgalhado. Pensámos neste júri e foi exatamente o que queríamos», concluiu a diretora de Produção da SIC à TV Mais desta semana.

Artigos Relacionados