SIC Televisão

Falta de votação da coadoção homossexual obriga atores de “Sol de Inverno” a gravar duas versões

Ângelo Rodrigues

Só em setembro vai ocorrer, na Assembleia da República, a votação final do projeto da lei de coadoção homossexual. A nova novela SIC, Sol de Inverno, tem estreia prevista para dia 16, mas o que têm estes dois projetos em comum? A verdade é que a nova trama do terceiro canal aborda a temática da homossexualidade e a da coadoção que é uma realidade atual.

Por esse motivo, e por forma a não infringir a lei que ainda não foi votada, a produção decidiu gravar duas versões para cada cena. Desta forma, depois da decisão dos deputados e do Presidente da República, será exposta a versão da história que melhor de adequa à realidade. Ângelo Rodrigues afirmou à Notícias TV desta semana que “estamos a gravar duas versões de cada cena, caso a lei seja aprovada ou não. Como não sabemos na altura como estará a lei, temos de fazer a mesma cena duas vezes”. O ator e Rui Neto formam, na trama, um casal homossexual com pretensão de adotar uma criança. Uma vontade das personagens que será influênciada pela decisão final que será tomada no inicio de setembro.

Quanto a esta proximidade com o mundo real, o namorado de Iva Domingues, assumiu-se deslumbrado: “É fantástico estar próximo do público e num tema tão específico é tão sensível que tenho a certeza de que vai ter um feedback positivo”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não vai ser publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.