SIC Televisão

Ana Marques: «Não tenho constrangimento de falta de protagonismo»

Foi a estrela principal do Alta Definição deste sábado e para além de ter falado de um dos episódios que não irá esquecer tão facilmente (o da sua gravidez e dos momentos que se seguiram ao seu parto), aproveitou para esclarecer algumas pessoas que, por vezes, consideram que foi esquecida pela SIC.

«Não tenho medo de envelhecer, ou daquela coisa de “há uma geração nova a ir para a televisão”. Eu sempre estive no ecrã e fora dele. Eu sempre estive a fazer coisas de grande audiência como canais temáticos. Eu não tenho esse constrangimento da falta de protagonismo. Até me sabe muito bem ter passado por vários sítios e ter feito coisas que eu achava que não era capaz de fazer e que me deram muito gozo. Sinto que a minha bagagem está muito preenchida e acho que essa falta de receio me tem dado alguma segurança e longevidade», confessou a Daniel Oliveira no programa do terceiro canal.

Ainda em relação à estação que a lançou e apostou em si, Ana Marques não guarda mágoas de projetos para os quais não foi convidada. Afinal, o seu objetivo não passa por ser uma estrela, mas sim por trabalhar na “caixinha mágica”.

«Acho que a SIC me deu muito mundo, me deu muitas lágrimas, me deu alguns desgostos. Este meio em que nós estamos gera ansiedade, dá-nos algum sentimento de injustiça. Mas todos os dias e cada vez mais, e sobretudo com o trabalho que eu faço neste momento, eu penso: eu tenho um trabalho diferente com que milhares de pessoas sonham», concluiu.

Artigos Relacionados