SIC Televisão

1 ano de “Queridas Manhãs”. O que mudou?

1 ano de Queridas Manhãs. O que terá mudado? A dulpa de apresentadores, as audiências, a dinâmica e alguns dos melhores momentos do programa. Tudo em destaque no especial aniversário.

Já lá vai um ano. A 3 de fevereiro de 2014 começava mais uma etapa das manhãs da SIC. Depois de Querida Júlia, chegavam as Queridas Manhãs. Assim, o canal dava oficialmente a conhecer a sua mais recente aquisição. João Paulo Rodrigues estreava-se assim nas manhãs do canal ao lado de Júlia Pinheiro. Uma nova dupla, novos conteúdos, nova imagem mas muita coisa ficou na mesma. Vamos por partes.

Os Jotas.

Começemos por eles. A dupla. Júlia Pinheiro e João Paulo Rodrigues. O apresentador, até então na TVI, vai para a SIC e assume a responsabilidade de um horário que é um dos objetivos do canal. Uma transferência que, segundo a imprensa, não terá deixado Marisa Cruz muito satisfeita (faziam dupla em Não Há Bela sem João). Por sua vez, o também cantor mostrava-se feliz e com muita vontade de abraçar um novo desafio. Júlia Pinheiro já todos sabem como é e o que é capaz de fazer. É a responsável por algumas das transferências mais badaladas. Levou para a SIC um Big Show chamado João Baião e uma promessa – João Paulo Rodrigues. Os dois com poucos meses de diferença. Um verdadeiro ataque ao mercado televisivo.

Durante estas primeiras centenas de emissões mostraram lucidez, naturalidade, respeito, garra e uma grande química emocional e de trabalho. Nota-se o carinho. Uma dupla, para muitos improvável, que acabou por funcionar.

Os números e a vice-liderança

O objetivo sempre foi um: vencer. As audiências, já assumido por muitos do mercado, é o que faz mover as atenções e as vontades de quem trabalha para a caixinha mágica. Os números são importantes e também agora, neste primeiro ano de Queridas Manhãs, eles estão presentes. Começou em fevereiro de 2014 e em junho já dava sinais de puder chegar à liderança, ameaçando por algumas vezes Você na TV!. Temos este exemplo e este. (Carregue para ler os artigos).

“A parceria excedeu claramente as nossas expectativas! Estávamos à espera que as coisas corressem bem, tínhamos absoluta certeza quanto às potencialidades e talento do João Paulo, mas se calhar não estávamos à espera de que o público reagisse tão bem”.

Frederico Ferreira de Almeida, o presidente da Fremantle Media, produtora do programa, disse em julho que em 6 meses o programa chegaria à liderança. Não aconteceu. Pelo menos para já. O que é certo é que Queridas Manhãs fez subir os números daquele horário, já que conseguiu, em média, mais 5 pontos que Querida Júlia. Informação confirmada por Júlia Pinheiro à Correio TV em meados de março de 2014: “A parceria excedeu claramente as nossas expectativas! Estávamos à espera que as coisas corressem bem, tínhamos absoluta certeza quanto às potencialidades e talento do João Paulo, mas se calhar não estávamos à espera de que o público reagisse tão bem. Subimos uns quatro ou cinco pontos…é um valor significativo em relação ao que tínhamos, mas o mais importante é que esta subida é sustentada. Ou seja, tirando as férias do Carnaval, que afetam muito o daytime, todos os dias a nossa performance é sólida e sempre a subir”.

Apesar dos resultados serem, dizem eles, animadores, a verdade é que a liderança absoluta nunca aconteceu de forma sustentada. É um facto. Houve picos, momentos em que ficaram à frente de Você na TV!, mas foi sol de pouca dura. A chegada do novo programa da RTP ao horário matinal não foi razão para preocupação. 2015 tem sido pouco expressivo, pelo menos até à data do primeiro aniversário. Há dias melhores e dias piores.

Queridas Manhãs

Cláudio Ramos ou Hernâni Carvalho. Há coisas que nunca mudam.

Apesar de todas as mudanças: da nova imagem, dos novos conteúdos, dos novos apresentadores há sempre coisas que não mudam. Do Querida Júlia transitaram, como era de esperar, a equipa da crónica criminal. É um dos momentos altos do programa. Hernâni Carvalho e a sua equipa analisam, diariamente, os destaques do mundo do crime. E a prova dessa importância são, lá está, os resultados. É naquele momento que se registam os momentos mais vistos do programa.

Cláudio Ramos e o seu comentário à vida dos famosos, no Jornal Rosa, continuaram na lista de conteúdos do formato – igualmente com grande sucesso. Também a produtora é a mesma e a equipa que está no outro lado das câmaras quase nenhuma alteração sofreu. Também Ana Marques e outros nomes importantes continuaram em antena.

Os insólitos e os momentos que marcaram o 1º aniversário

 Ao longo deste primeiro ano foram muitos os momentos que marcaram o programa. O regresso dos momentos de humor, agora com Pedro Alves, foram algumas das novidades. Os momentos musicais protagonizados por João Paulo Rodrigues. Ainda o momento que Júlia Pinheiro abandonou o programa em direto depois de uma má disposição, um médico indignado por não ter sido devidamente recebido e ainda… dança. Muita dança por parte da apresentadora. A moda dos banhos públicos também não podia faltar.
Recorde agora alguns desses momentos:

 

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados