RTP Televisão

Novo presidente da RTP pode sair já em 2013

Este é o assunto que está na ordem do dia: a contratação do novo núcleo administrativo da RTP. Contestada por muitos, mas aceite pelo executivo de Pedro Passos Coelho, a entrega do cargo de presidente a Alberto da Ponte foi realizada, no entanto, a sua permanência no primeiro canal pode ser temporária como avança o jornal Correio da Manhã. Segundo se sabe, a principal função deste novo órgão é o de finalizar a reestruturação de toda a empresa, processo que deve estar concluído no primeiro trimestre de 2013.

A partir dessa data, e se avançar o cenário de concessão, será então o novo operador a eleger os dirigentes do canal. Nesse sentido, a contratação dos novos administradores tem um caráter temporário. A polémica está instalada com os trabalhadores do primeiro canal a não aceitarem o presidente que foi eleito. Em declarações à comunicação social, Alberto da Ponte já classificou este como o seu maior desafio profissional e diz mesmo que tem «a obrigação de assegurar um serviço público sempre melhor com um orçamento cada vez mais reduzido». Apesar disto, um novo plenário foi marcado pelos sindicatos da RTP para o próximo dia 12 de setembro, às 15h00 e em cima da mesa está, como é óbvio, o futuro da empresa.

Este é um assunto que vai, certamente, fazer correr ainda muita tinta na imprensa, isto porque, de um lado, está o governo com a vontade de privatizar ou concessionar a RTP e, num lado oposto, estão os trabalhadores, sindicatos e demais oposição contra as medidas já tornadas públicas. Que futuro para a Rádio e Televisão de Portugal?

Outras Notícias