RTP Televisão

José Eduardo Moniz defende aposta da RTP em “Água de Mar” para ganhar novos públicos

Depois de ter falado sobre o percurso de O Beijo do Escorpião desde que aceitou o desafio de ser consultor da ficção da estação de Queluz de Baixo, José Eduardo Moniz trocou ainda umas palavras sobre Água de Mar.

A série da estação pública não foi inicialmente pensada nos moldes que se apresenta. De acordo com as declarações do marido de Manuela Moura Guedes à Notícias TV desta semana, estava em cima da mesa a produção de dois projetos que mais tarde acabaram por unir-se. «Posso confidenciar que, inicialmente, Água de Mar, tratava-se de duas séries diferentes. Uma era uma série que se passava com nadadores salvadores e a outra era uma série de música. E a periodicidade de uma era diária e a outra não. A junção surge de discussões posteriores», disse.

Por esse motivo, Moniz afasta a ideia de Água de Mar se aproximar de Morangos com Açúcar: «A lógica narrativa, o ponto de partida, não tem nada que ver com Morangos com Açúcar e inclusive a existência de núcleos mais velhos dentro da própria série afasta completamente a identificação que se possa tentar fazer com os Morangos

Apesar de no passado ter criticado várias decisões estratégicas da estação pública que geravam concorrência desleal, o consultor da Coral Europa compreende a necessidade de o primeiro canal investir numa série direcionada para os públicos mais jovens. São estes que se encontram alienados da RTP. «Em relação ao público alvo, eu percebo que a RTP se queira rejuvenescer. É legítimo que a RTP procure esses caminhos. Porque não com Água de Mar?», concluiu.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados