RTP Televisão

Alberto da Ponte: O serviço público só é possível com dois canais

Alberto da Ponte, o novo presidente da RTP, confessou ao jornal Sol que o serviço público da estação do Estado só é possível com a existência da RTP1 e da RTP2. Afinal, é a complementaridade que ocorre entre estes dois canais que torna viável o referido conceito. «Não vejo hipóteses nenhuma de haver um serviço público completo sem a empresa manter os dois canais», explicou aos jornalistas na última segunda-feira, depois de uma reunião com os signatários do manifesto em defesa do actual modelo da RTP / RDP.

Por outro lado, Alberto da Ponte afirmou igualmente que não ficaria surpreendido se tanto a RTP1 como a RTP2 passassem a estar ao encargo de um operador privado: «Não me choca ver a RTP1 e a RTP2 nas mãos de um operador privado. Isso depende do acordo parassocial e de cumprimento do serviço público que for celebrado com o Estado.»

Afinal, para o profissional da estação pública, o facto de a televisão do Estado estar ou não na propriedade de um entidade privada não é decisivo para assegurar o seu serviço público.

Será?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não vai ser publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.