Séries Televisão

Produtora de «Ministerio del Tiempo» acusa «Timeless» de plágio

Timeless NBC

A produtora espanhola Onza Partners, responsável pela série Ministerio del Tiempo entrou com uma acusação de plágio no tribunal norte-americano contra a Sony e a série Timeless.

A alegação da produtora, que detém os direitos originais da série exibida pela RTP, Ministério do Tempo, dá a conhecer o interesse da Sony, em 2015, de adaptar a trama ao mercado americano. Contudo as negociações entre as duas partes não chegaram a bom porto e, em novembro passado, estreou Timeless na NBC.

Apesar da Sony até confirmar «parecenças gerais entre dois trabalhos sobre viagens no tempo», defende-se que o tema já foi «bastante divulgado», tratando-se de uma coincidência.

Leia também: «Ministério do Tempo» garante segunda temporada

Em ambas as séries uma equipa de três agentes, dois homens e uma mulher, de uma agência secreta governamental viaja pelo tempo de forma a impedir alterações em acontecimentos importantes da história. As diferenças maiores entre ambas é que enquanto em Ministerio del Tiempo os agentes se deslocam entre tempos através de portais e são de épocas diferentes, em Timeless os agentes utilizam uma máquina do tempo e são ambos do tempo presente.

O processo da acusação de plágio terá início a 13 de fevereiro nos Estados Unidos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não vai ser publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.