Geral Televisão

Miguel Sousa Tavares: «Rangel e Moniz tem muitas coisas em comum»

É o grande entrevistado desta semana da Notícias TV e entre vários temas, dá destaque a uma comparação entre dois grandes senhores da televisão em Portugal. Afinal, o falecido Emídio Rangel, a sua forma de trabalhar e o seu conhecimento em televisão, em muito se assemelham aos de José Eduardo Moniz.

Apesar de serem duas pessoas diferentes, o comentador da SIC consegue estabelecer algumas semelhanças entre ambos. «Rangel e Moniz têm muitas coisas em comum. Desde logo o facto de serem dois workaholics. Duas pessoas mito determinadas, quase obsessivas. Quando estão convencidos de que têm razão vão em frente e não ouvem quase ninguém. Eles são muito parecidos. Acho que o Emídio tinha o sentido jornalístico mais apurado do que o José Eduardo Moniz. O Moniz, se você quiser, talvez seja melhor programador, mas o instinto jornalístico estava do lado do Emídio. O Moniz não é uma pessoa fria, só aparentemente, mas o Rangel era mais emotivo», adiantou à publicação que acompanha o Diário de Notícias e o Jornal de Notícias às sextas feiras.

Relativamente ao facto de os portugueses se terem apercebido do papel de Emídio Rangel no país, o jornalista é peremptório: na sua partida ninguém ficou indiferente. «É uma questão muito discutível. Mas, pelo menos, percebeu-se agora, quando ele morreu, que o país tinha um grande respeito pelo Emídio», concluiu.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados