Televisão

«Gabriela» e «Casa dos Segredos 3» dão origem a 36 queixas na ERC

Os dois formatos estrearam há pouco mais de um mês e a polémica em torno de ambos está instalada. Na Entidade Reguladora para a Comunicação Social  deram já entrada cerca de 32 queixas referentes à Casa dos Segredos 3 e 4 sobre a novela da SIC, Gabriela. Relativamente a esta última, as acusações referem-se em geral à «apresentação de imagens e linguagem de teor alegadamente inapropriado», como afirma à Notícias TV fonte oficial da ERC.

Já os insultos, ameaças à integridade física, publicidade enganosa, linguagem e imagens inapropriadas, alegado consumo de drogas e imparcialidade na condução do programa são algumas das queixas apresentadas contra o reality-show da estação de Queluz de Baixo.

Bruno Santos, diretor de conteúdos e formatos da TVI, disse à mesma publicação que: « Este é um tipo de formato polémico, mas fazemos tudo para que isso não aconteça, apesar de sabermos sempre que vão existir. Até o Jornal das 8 recebe queixas.». Do outro lado está Luís Marques, diretor-geral da SIC que desconhecia qualquer tipo de queixa sobre o remake da novela brasileira e garante: «Por conter cenas mais ousadas, é evidente que não é para um público das 21h30, é mais das 22h20, por aí. E as imagens não são suficientemente chocantes. Aquilo é uma obra artística. E não me parece que seja assim tão chocante. A mim choca-me algumas coisas que se passam na Casa dos Segredos 3.».

Entre os dois programas há também uma evidente rivalidade em audiências com Gabriela a vencer os Diários da noite apresentados por Leonor Poeiras.

Artigos Relacionados