Televisão TVI

Constança Cunha e Sá critica comentadores da SIC e TVI

Constança Cunha e Sá regresso TVI

Foi durante vários anos comentadora política da estação de Queluz de Baixo. Apesar de ter sido presença assídua nos ecrãs da TVI, Constança Cunha e Sá abandonou o canal há cerca de um ano.


Agora vem a público criticar a forma como os comentadores das estações privadas, leia-se Luis Marques Mendes e Paulo Portas, ousam comentar o tema da COVID-19.

O Paulo Portas não tem “preparação para ter um comentário semanal sobre vírus e vacinas”

Assim, e relativamente a Paulo Portas, Constança Cunha é Sá acusa-o de abordar temas para os quais não tem formação: “Quando é que a TVI percebe que o Paulo Portas não é médico, nem infecciologista e não tem preparação para ter um comentário semanal sobre vírus e vacinas. Uma coisa é todos nós termos umas coisinhas a dizer sobre a coisa, outra é esta fantochada semanal”.

Luís Marques Mendes é também alvo de críticas

“Ai Ai, agora é o Marques Mendes a fazer concorrência ao Portas. E, por falar nisso, como é que as duas televisões privadas têm como únicos comentadores, no canal generalista, um PSD que quer ser candidato a PR e um CDS que quer ser candidato a PR. É o domínio socialista, só pode!”, disse.

Jornalista abandonou a TVI em 2020

Por fim, de salientar que a jornalista decidiu abandonar a estação de Queluz de Baixo com a possibilidade da compra do canal por parte da Cofina.

“Devo um esclarecimento a todos os que me seguem ou não e que me apoiaram nestes últimos tempos. Saí da TVI, que durante muitos anos foi a minha casa, por uma questão de dignidade, saúde mental e higiene. Nunca acabaria a minha vida profissional a trabalhar para a Cofina. Lamento”, confessou à TV 7 Dias.

Apesar desta saída, é ainda possível verificar o seu perfil como parte da equipa da TVI 24.


Leia também:

Catarina Furtado confirma convite para ser diretora de um canal privado

Outras Notícias