Documentário «Baby God» estreia em Portugal

O documentário Baby God, que marca a estreia de Hannah Olson enquanto realizadora e que foi produzido pelas nomeadas ao Óscar, Heidi Ewing e Rachel Grady, estreia em dezembro em Portugal.


Baby God é uma análise inquietante do trabalho de um especialista em fertilidade de Las Vegas e de todas as mulheres que acompanhou durante a gravidez, usando o seu próprio esperma, muitas vezes sem o seu conhecimento ou consentimento. O documentário retrata a sua descendência recém-descoberta, enquanto luta com a magnitude e gravidade dos acontecimentos e o impacto que os seus genes podem ter nas suas próprias identidades.

Quando a ex-detetive, Wendi Babst, decide investigar a sua ancestralidade através de testes caseiros de ADN, faz uma descoberta chocante. A procura pela verdade sobre o seu pai biológico leva-a a um conjunto de procedimentos médicos proibidos e a mulheres enganadas, que levavam a um único homem: o Dr. Quincy Fortier. O Dr. Quincy Fortier abriu o Hospital Feminino de Las Vegas na década de 60 e praticou obstetrícia, ginecologia e medicina de fertilidade durante décadas. Tornou-se conhecido como milagreiro, pela sua capacidade em ajudar mulheres que lutavam contra a fertilidade a engravidarem e a terem bebés, tendo sido nomeado “Doutor do Ano de Nevada”, em 1991.

Porém, com a chegada dos kits caseiros de ADN, vieram a descobrir-se realidades alarmantes sobre o seu trabalho e o propósito do mesmo. Quando o kit de ADN de Wendi Babst revela que ela tem muitos meios-irmãos, ela põe em prática as suas competências de detetive. A sua investigação particular leva-a a descobrir a complexa verdade sobre um homem que exerceu a sua posição de poder para promover a sua própria herança genética. Quanto mais investiga, mais se pergunta se tanto ela como os irmãos que conhece, serão os únicos envolvidos. Afinal, o Dr. Fortier ajudou centenas, provavelmente milhares de casais que tinham dificuldade em engravidar. E é assim que surge um enorme e profundo esquema padronizado de engano e abuso ético chocante.

Através de entrevistas com os pacientes, familiares e a nova descendência do Dr. Fortier, o documentário centra-se na questão mais importante da identidade e da impressão digital genética. Um dos filhos biológicos do médico, Brad Gulko, que herdou a inteligência médica do pai e fez carreira como geneticista, afirma que “50 por cento das características de uma pessoa são determinadas pelo ADN”. Isso leva Wendi a perguntar: “Está a querer dizer que o seu pai era um monstro? O que é que isso diz sobre si?”

Baby God apresenta entrevistas íntimas e reveladoras com alguns dos filhos do Dr. Fortier, incluindo Wendi Babst, Brent Leavitt, Mike Otis, Brad Gulko, Michael Cleaver, Jonathan Stensland, Nanette Fortier, Sonia Fortier e Quincy Fortier Jr., bem como ex-colegas, como o Dr. Frank Silver e o Dr. Harrison Sheld. O documentário também inclui entrevistas com as ex-pacientes, Cathy Holm (mãe de Wendi Babst) e Dorothy Otis (mãe de Mike Otis). Este documentário leva-nos a uma altura em que não havia bancos de esperma e pouco se sabia sobre ADN e características genéticas. É uma investigação profunda sobre a moralidade de um médico que opera segundo o seu próprio código de ética e que nos leva a mergulhar na essência da identidade pessoal.

A estreia está marcada para dia 03 de dezembro, em exclusivo na HBO Portugal.


André Kanas

http://www.facebook.com/andrekanas

Administrador do Quinto Canal desde 2014, integrando o projeto desde 2013. Responsável pelas principais coberturas musicais e televisivas. Gestor de conteúdos e redes sociais do Quinto Canal. Integrado no mundos dos blogues e sites de entretenimento desde 2007. Quinto Canal - Sempre Consigo

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *