só séries

Esta série é mais uma novidade deste verão. Apesar de a sua pré-produção ter sido um período longo e atribulado, chega finalmente ao pequeno ecrã aquela que era uma das séries mais esperadas.

Transmitida pelo canal CBS, Under the Dome é baseada na obra literária homónima de Stephen King e desenvolvida por Brian K. Vaughan. A sua equipa de produção é constituída por nomes sonantes de produções televisivas e cinematográficas, tais como os próprios Vaughn e Stephen King, assim como Neal Baer, Justin Falvey, Darryl Frank, Jack Bender, Steven Spielberg e Stacey Snider.

A história conta a luta pela sobrevivência que a população de Chester’s Mill vai enfrentar após o súbito aparecimento de uma barreira invisível que isola a cidade do resto do mundo. Tanto por terra como pelo ar, é impossível ultrapassar esta barreira impenetrável e até mesmo o som é bloqueado. Apresentando as histórias pessoais de alguns dos habitantes, vamos conhecendo aos poucos os segredos de cada um. À medida que o pânico se começa a gerar, um grupo de habitantes procura manter a paz e descobrir uma maneira de sair de dentro da cúpula mas outros escondem segredos que poderão estar relacionados com a barreira e utilizam esta situação para seu próprio benefício.

Under the Dome

Na sua essência, a história é interessante e cativante, apelando um pouco às teorias da conspiração contra o governo americano. A possibilidade de existirem outras mini histórias permite uma variação de conteúdo em cada episódio. A questão que fica é até que ponto a história principal não é desvalorizada em prol das outras.

Jeff Fahey, que interpreta o chefe da polícia Howard “Duke” Perkins, e Dean Norris, cuja personagem é o vereador James “Big Jim” Rennie, encabeçam um elenco muito variado que ainda não convenceu. Alguns dos diálogos pareceram-me um pouco forçados e nota-se a falta de química entre alguns atores. Uma curiosidade é que, grande parte deles, são já conhecidos do público.

Relativamente à composição visual da série, tenho apenas a destacar um ou outro plano bem aproveitado. É utilizada uma câmara muito estática, complementada apenas pelos efeitos visuais utilizados que, mesmo não sendo o que há de melhor no panorama televisivo, estão bem utilizados e apresentados. As diferenças visuais percetíveis nas cenas em que a ação decorre tanto dentro como fora da cúpula estão muito bem feitas.

Under the Dome é sem dúvida uma série que promete. Tem tudo para resultar e cativar o público. Se são daqueles espectadores que só conseguem ver The Simpsons quando se fala desta série, aconselho-vos a esquecerem um pouco essa ideia e a darem uma oportunidade a esta produção. Merece. Resta esperar que não crie uma barreira invisível à sua volta e se isole em baixas audiências.

DEIXE O SEU GOSTO E PARTILHE:

Artigos Relacionados