Só Séries: «Teen Wolf»

só séries

Num panorama televisivo claramente dominado por vampiros, encontra-se nas suas sombras uma produção que vem contrariar modas e dar espaço à existências de uma outra espécie: os lobisomens.

Criada por Jeff Davis para o canal MTV, esta produção teve o seu início em 2011, sendo que estreou ontem na América a sua terceira temporada. E esta estreia marca não só um novo rumo na história como também é um presente pela crescente evolução da série.

Teen Wolf conta a história de Scott MacCall (Tyler Posey), um adolescente discreto e simpático. Estando a viver os típicos problemas de adolescente, Scott conta sempre com a ajuda do seu fiel e irreverente amigo Stiles (Dylan O’Brien).  Porém, um encontro misterioso muda para sempre a vida de Scott: é mordido por um animal desconhecido. E o que poderia ser algo que desaparecesse após o passar do tempo, torna-se uma mudança de vida. A mordida foi feita por um lobisomem e Scott acaba por se tornar um. A sua força, sentidos e estado emocional são severamente alterados e o jovem terá que aprender a lidar com esta nova realidade. Para piorar a situação, Scott descobre que não só não é o único na zona como também existe uma sociedade secreta que anda a eliminar lobisomens e que está sediada na sua localidade. Para complicar este teenager drama, o protagonista acaba por se apaixonar por Allison (Crystal Reed), a filha do chefe dessa sociedade secreta.

teen wolf

Não me levem a mal quando chamo a esta série um teen drama pois é precisamente o que esta série é. Mas ao contrário de muitas produções do mesmo género, os atores são no geral jovens e não trintões a interpretar jovens. A história é também ela característica deste tipo de produções, apresentando muitos problemas pelos quais os adolescentes passam. Contudo, tenho que confessar que cada vez mais me interessa a outra parte da história, que foge a estes tópicos juvenis. A primeira temporada tratou a questão dos lobisomens de uma maneira muito supérflua e precisava de mais destaque. Essa ideia está a ser obtida com a nova temporada, onde se nota cada vez mais a preocupação de trazer à série o contexto relacional que os lobisomens têm entre si. Na minha opinião, os responsáveis pela série deveriam dar outra enfâse a esta temática pois esta série é única no que toca a produções do género. Claro que vemos lobisomens em outras séries sobre o fantástico, mas são muito poucas as que se focam nesta espécie unicamente.

Em relação ao elenco nota-se visivelmente a evolução que os atores, principalmente os mais jovens, têm tido ao longo do tempo. Os diálogos deixaram de ser tão mecânicos, as prestações tão forçadas e as cenas tão secas. É de facto gratificante ver quando todas as pessoas envolvidas num projeto televisivo evoluem em conjunto para um bem comum e sem dúvida que ver Teen Wolf hoje em dia é mais aprazível do que antigamente. Tenho que realçar o ator que interpreta Stiles, pois é um dos poucos que manteve sempre o nível elevado de atuação e que provoca imensas gargalhadas.

Onde esta série peca bastante é nos efeitos visuais. Primeiramente, não utilizam quase nenhuns, preferindo que as transformações em lobisomens sejam feitas pela colocação de adereços nos atores. Por outro lado, quando são utilizados, são ainda muito amadores e deixam muito a desejar. Uma vez que existe uma evolução contínua em muitos parâmetros em Teen Wolf, desejo verdadeiramente que os produtores se esforcem um pouco mais para dar outra experiência visual ao espetador.

Se existe uma fórmula de sucesso para as séries, Teen Wolf preenche sem dúvida muitos dos requisitos. Resta ver se esta nova temporada irá impulsionar a série para um patamar mais elevado ou manter a fasquia igual.

*P.S: Este artigo é dedicado à minha irmã mais nova, que me obriga a ver estas séries…

Inês Calhias

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Escola Superior de Educação e Comunicação da Universidade do Algarve, desde cedo adquiri um enorme interesse por séries. Tento ver um pouco de tudo e apresentar aqui no Quinto Canal o que se passa no panorama televisivo.

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado.